Início Após interromper produção de veículos e deixar o país, Ford pede ajuda para fabricar 600.000 veículos elétricos em apenas 22 meses

Após interromper produção de veículos e deixar o país, Ford pede ajuda para fabricar 600.000 veículos elétricos em apenas 22 meses

5 de abril de 2022 às 06:52
Compartilhe
Siga-nos no Google News
ford - motor - preço - produção - carros elétricos - tesla - F 150 - china
One year after Ford confirmed construction of the Rouge Electric Vehicle Center in Dearborn, Mich., the first Ford F-150 Lightning pre-production units begin leaving the factory. Pre-production model shown. F-150 Lightning available starting spring 2022.

Chefão da Ford tem planos ambiciosos, e quer tornar a montadora a maior fabricante de carros elétricos do mundo. Empresa dispara ritmo de produção para fabricar 600 mil veículos até 2024

Após interromper toda a produção de veículos e fechar fábricas no Brasil, o chefão da Ford anunciou, em entrevista à Fox Business, que quer tornar a montadora um dos maiores produtores de veículos elétricos do mundo, se não o maior. Jim Farley, diretor da empresa, e todo o conselho de administração, têm planos ambiciosos para a marca centenária, mas para isso precisará da ajuda do Governo norte-americano. Seus investimentos e modelos garantem a esperança de produzir mais de 600 mil veículos elétricos até 2024.

Leia também

Ninguém pode negar que a Ford tem a capacidade de mudar seu paradigma de mobilidade. Estamos falando de um dos maiores fabricantes do mundo, com fábricas distribuídas nos cinco continentes. Embora sua entrada na eletrificação não tenha sido particularmente precoce, o investimento necessário para a mudança já está em cima da mesa. Condicionamento de plantas, abordagens específicas e modelos dedicados é o que veremos nos próximos anos.

Tesla mostrou que o carro elétrico é viável e que as pessoas querem dar o salto para a mobilidade da bateria, mas precisam de ajuda.

A Tesla mostrou que o carro elétrico é viável e que as pessoas querem dar o salto para a mobilidade da bateria, mas precisam de ajuda: ajuda das marcas oferecendo produtos realmente capazes, e ajuda de órgãos públicos para poder realizar o investimento. O próprio Farley dedicou algumas palavras não muito amigáveis contra este último. Ele considera que, sem a ajuda do governo dos Estados Unidos, o carro elétrico não será tão aceito quanto em outros mercados, destacando especificamente a Europa e a China.

O plano de Biden para melhorar a frota de carros elétricos nos Estados Unidos já era esperado há muito tempo. Com dados grandiloquentes, a esperança estava na aprovação do Congresso para fornecer ajuda de compra. Finalmente, esta proposta não foi ratificada. Um pequeno revés que a Ford aceitou ao olhar para mais mercados, embora estes precisem ser alimentados com mais modelos elétricos do que a empresa de Detroit propõe atualmente.

A Ford não pode reclamar do sucesso de seus carros elétricos. O Ford Mustang Mach-e é um dos mais bem avaliados. Um produto bem apresentado, com muitas qualidades e poucos defeitos. Quanto ao F-150 Lightning, foi demonstrado que o público está sedento por carros elétricos. Desde o início, a picape movida à bateria da Ford se tornou um tremendo sucesso, tanto que a empresa teve que dobrar seu ritmo de produção.

Das 40.000 primeiras unidades esperadas, os dados atualmente apontam para mais de 160.000 modelos por ano em 2025. Os livros de reservas do Ford F-150 Lightning já foram fechados, mas isso não reduziu os pedidos das pessoas. Apesar disso, se a Ford quiser alcançar 600.000 unidades em 22 meses, terá que trazer mais modelos para o mercado. Os próximos anos são muito interessantes, já que não apenas a Ford estará no mercado, e a disputa com outras gigantes globais será muito acirrada.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes