Nova usina de oxigênio de Maringá – PR deve ficar pronta em dois meses

Valdemar Medeiros
por
-
16-03-2021 10:31:46
em Usina e Agronegócio
Usina - oxigênio - PR Cilindros de oxigênio – Fonte: Reprodução Google

O plano B de Maringá – PR em caso de falta de oxigênio é a criação a nova usina nos próximos meses

A prefeitura de Maringá – PR, município do estado do Paraná (PR), contará com uma nova usina de oxigênio para combate à Covid-19. Estima-se que a usina irá ficar pronta em dois meses e terá capacidade para produzir 40 mil m3 do insumo. O Hospital Municipal, que consumia 20 mil m3, aumentou a demanda em seis vezes. A reserva de oxigênio caiu neste fim de semana, e a fábrica responsável pelo fornecimento ao município precisou trazer um estoque de emergência de Telêmaco Borba. Há 15 dias, no início deste mês, o complexo de saúde ganhou dois geradores. Agora, são quatro destes equipamentos, o que garante o funcionamento das unidades por cinco dias em caso de pane no sistema elétrico da cidade.

Leia também

As primeiras providências a serem tomadas em caso de uma possível falta de oxigênio

Instalar um novo tanque para armazenar oxigênio será o primeiro passo no HM. Será também aberta uma licitação para a construção da usina em PR, sendo assim, Maringá produzirá seu próprio oxigênio.

O tanque será instalado imediatamente e a empresa que fornece oxigênio, que é de Telêmaco Borba, se comprometeu em aumentar a oferta do produto.

“A empresa que abastece o Hospital Municipal nos garantiu que tem condição de manter o fornecimento mesmo com os aumentos que tivemos no consumo. Esse produto é fabricado em Telêmaco Borba e, de lá para cá, vem para abastecer nosso sistema. Um segundo cilindro deve ser construído, então teremos uma reserva de 20 mil metros cúbicos de oxigênio próprio hospital”, afirmou.

Aumento do consumo no PR devido ao Covid-19

O secretário de Comunicação Marcos Cordiolli diz que em fevereiro a demanda foi de 120 mil metros cúbicos e a previsão é chegar a 150 mil metros cúbicos este mês.

O prefeito Ulisses Maia explica, “Nossa prioridade é evitar a disseminação do vírus, mas estamos atentos para receber a população com todas as condições necessárias para o melhor atendimento possível”.

A autossuficiência dos Hospitais do PR com a criação de uma nova usina

 PR já possuía antes uma usina de oxigênio na pequena cidade de São Miguel do Iguaçu, localizada na região oeste do PR. Inaugurada em 2017, a fabricação de insumo pela usina, fez do Hospital Madre de Dio alcançar a autossuficiência de oxigênio de lá pra cá.

Autonomia essa que faz uma enorme diferença em momentos de crise como estamos vivendo.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.