Nordex, uma das maiores fabricantes de turbinas eólicas do mundo, fatura novo contrato milionário da brasileira AES para fabricar e instalar 65 turbinas para usina de energia eólica, no Rio Grande do Norte

Flavia Marinho
por
-
02-12-2021 08:38:44
em Indústria e Construção Civil
Nordex - turbinas - pás - eólicas - AES - Vortex - Vestas - Aeris Energy - Pecém Trabalhadores em fábrica de turbinas eólicas Nordex / Fonte Nordex

Energia eólica: Nordex, a líder em produção de turbinas para usina eólica, vai fornecer à AES Brasil mais 65 turbinas N163/5.X, da série Delta4000

A AES Brasil mais uma vez contratou a multinacional alemã Nordex para fabricar e instalar 55 turbinas N163/5.X. Após a encomenda de 314 MW para a usina eólica do parque Cajuína, de 313,5 MW, em junho de 2021, a AES encomendou nesta semana, mais 65 turbinas N163 / 5.X com um volume total de 370 MW para a fase de extensão “Cajuína 2”.

Leia também

O contrato inclui novamente o serviço para as turbinas por um período inicial de cinco anos, com várias opções para estender até 20 anos.

O “Cajuína 2” faz parte do Complexo Eólico Cajuína, no estado do Rio Grande do Norte, no município de Lajes. Velocidades médias constantes do vento de aprox. 9,5 m / s dão ao local um alto fator de capacidade.

As turbinas devem ser instaladas no verão de 2022 e serão fornecidas em um modo de operação específico do projeto de 5,7 MW. O Grupo Nordex vai fabricar polos, a maior parte das nacelas, as torres de concreto de 120 metros e as pás do rotor no Brasil.

Pá eólica gigante de 80 metros, fabricada pela Aeris Energy para a Nordex — uma das maiores fabricantes de turbinas eólicas do mundo – embarca no Porto do Pecém rumo à Europa

O Complexo portuário do Pecém, no Ceará, comemora o recorde de embarque de uma pá eólica gigante de 80,1 metros para a alemã Nordex — uma das maiores fabricantes de turbinas de energia eólica do mundo!

É impressionante o tamanho da pá eólica (ou hélice) fabricada pela Aeris Energy para a Nordex. O embarque da primeira unidade desse gigante — a maior pá eólica já produzida no hemisfério sul – contou com uma operação especializada. Os mais de 80 metros de comprimento exigiram o envolvimento de diversos profissionais, desde a fabricação até o transporte para o Porto do Pecém, no Ceará.

Créditos: Complexo do Pecém

Turbinas sem pás da Vortex podem revolucionar usinas eólicas e mudar o mundo da energia renovável

Vortex Bladeless, uma start-up tecnológica com sede na Espanha, está desenvolvendo turbinas de energia eólica que não necessitam de pás (ou hélices). Um dos objetivos é que se consiga utilizar essas turbinas em espaços urbanos e residenciais, onde o impacto de parques ecológicos fosse demasiado grande. Parecida com um “canudo gigante”, segundo seus criadores, ela veio para mudar o mundo da energia renovável.

Turbinas sem pás (ou hélices) podem ser o futuro da energia eólica e da energia renovável. A Vortex Bladeless afirma que a turbina não é um perigo para os padrões de migração de aves ou para a vida selvagem, especialmente se utilizada em ambientes urbanos. Adicionalmente, afirma que o ruído criado seria numa frequência praticamente indetectável para os seres humanos.

Publicidade




Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.