China se tornou o maior investidor estrangeiro no mercado de exportações e Brasil dá as boas-vindas a futuros investimentos

Valdemar Medeiros
por
-
20-11-2020 08:22:40
em Economia, Negócios e Política
Chins - investimentos - exportações Brasil e china – parceiros comerciais

Tendo como principal objetivo desafiar o domínio dos Estados Unidos na América Latina, a china prevê aumentar suas exportações e investimentos junto ao Brasil em até 10 anos

Os bancos da china tornaram-se os maiores credores da América Latina, e a maioria dos empréstimos, 67%, foi para investimentos em projetos de energia renovável, enquanto quase 20% foi focado em projetos de infraestrutura para exportações.

Leia também

Investimentos da China no Brasil

Em nenhum lugar a China recebeu e aplicou mais investimentos  no mercado de exportações do que no Brasil sob o presidente Jair Bolsonaro. Tanto que a China se tornou o maior investidor estrangeiro do país. Dados do Itamaraty divulgados em 2019 mostram que, entre 2003 e 2019, os chineses investiram US $ 72 bilhões no Brasil, e muitos acham que isso é uma subestimativa. A China parece estar especialmente interessada em dominar o setor de energia, transporte e agronegócio.

“Há dezenas de empresas chinesas que vêm ver o país como uma oportunidade de investimento”, disse o porta-voz da Câmara de Comércio Brasil-China, Charles Tang. “Há meses eles prospectam o mercado brasileiro”.

Energia renovável no Brasil possui grandes investimentos da China

O setor de energia tem sido uma das áreas mais significativas para o investimento chinês. A State Grid, estatal chinesa e a maior transmissora de energia da China, adquiriu a CPFL, terceira maior e mais lucrativa concessionária de eletricidade brasileira, pagando US $ 4,5 bilhões por 54% da empresa. De fato, 60% dos investimentos da State Grid fora da China foram feitos no Brasil, atingindo um total de US $ 12,4 bilhões. A empresa passou a controlar 10% das redes de alta tensão e 14% do segmento de distribuição do mercado brasileiro.

A gigante energética chinesa China Three Gorges também adquiriu a Companhia Energética de São Paolo (CESP), que é a maior geradora privada de energia do Brasil, com 14 usinas hidrelétricas e 11 parques eólicos.

Enquanto isso, o impacto dos investimentos chineses no agronegócio e exportações  já está trazendo consequências para a população brasileira. A China foi o maior comprador do agronegócio brasileiro em 2019, segundo nota divulgada pelo Ministério da Agricultura, que investiu cerca de US $ 24 bilhões no agronegócio brasileiro. Entre janeiro e julho, o Brasil exportou 50,5 toneladas de soja para a China com entre 90% e 95% da safra de soja vendida.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.