A gigante do petróleo brasileiro escolhe a petroleira SBM Offshore para afretamento de 26 anos da maior plataforma FPSO do Brasil que será instalada no maior campo de petróleo de águas profundas do mundo

Flavia Marinho
por
-
28-07-2021 06:58:58
em Petróleo, Óleo e Gás
sbm - WEG - búzios - offshore - equinor - modec - plataforma - navio - petóleo - petrobras FPSO LIZA UNITY / Imagem SBM Offshore

A plataforma Almirante Tamandaré, um dos 13 novos FPSO que a Petrobras pretende implementar no período de cinco anos, será o sexto FPSO em Búzios

A petroleira holandesa SBM Offshore assinou com a maior petroleira do Brasil, a Petrobras, um contrato de 26 anos de locação e operação do FPSO Almirante Tamandaré, informou a empresa com sede em Amsterdã ontem terça-feira (27/07). Esses contratos seguem a assinatura da Carta de Intenções vinculante, conforme anunciado em 25 de fevereiro de 2021.

Leia também

A unidade de armazenamento e escoamento da produção (FPSO), Almirante Tamandaré, será o sexto FPSO em Búzios e o maior do Brasil e será implantada na Bacia de Santos, a aproximadamente 180km do estado do Rio de Janeiro. O campo de Búzios, é o maior campo de petróleo de águas profundas e ultraprofundas do mundo.

A SBM disse em comunicado que está avançando com o design e a construção usando seu programa fast4Ward®. O FPSO está previsto para ser entregue no segundo semestre de 2024. O valor do acordo, anunciado originalmente em fevereiro, não foi divulgado.

De acordo com o plano de negócios 2021-2025 da Petrobras, o FPSO terá capacidade de produção de 225 mil barris de óleo e 12 milhões de m3 de gás por dia e começará a produzir no segundo semestre de 2024.

SBM também está construindo o FPSO Sepetiba, a ser implantado em outro grande campo de petróleo na Bacia de Santos – o campo de Mero, também no offshore brasileiro

Almirante Tamandaré é um dos 13 novos FPSO que a petrolífera estatal Petrobras pretende implementar no período de cinco anos. Os outros são:

FPSOfretamentoOperações iniciocampo
CariocaModec (Japão)AgostoSépia
GuanabaraModec1T22Grupo 1
Almirante BarrosoModec2022Búzios
P-71Petrobras (Dona)2023Itapu
SepetibaSBM Offshore2023Grupo 2
Anita GaribaldiModec2023Marlim 1
Anna NeryYinson2023Marlim 2
Parque Integrado das BaleiasEm concurso2024Parque Das Baleias
Marechal Duque de CaxiasMisc2024Grupo 3
P-78Petrobras (Dona)2025Búzios
P-79Petrobras (Dona)2025Búzios
Garousa 4Em concurso2025Garousa 4

WEG vai equipar a maior plataforma de petróleo e gás do Brasil com 140 motores elétricos

Cerca de 40 motores elétricos de média tensão, com potências chegando até 13.400 kW, mais 100 motores elétricos de baixa tensão e cinco inversores de frequência de média tensão (três destes com potência nominal de 11.723 kW), serão fornecidos pela multinacional WEG para equipar a maior plataforma de petróleo e gás do Brasil!

WEG já está fabricando os equipamentos em sua fábrica localizada em Jaraguá do Sul (SC). Os motores elétricos e os inversores serão fornecidos através de clientes fabricantes de compressores e bombas da Europa e da Ásia, e atuarão no acionamento destes equipamentos no campo de Bacalhau, no pré-sal da Bacia de Santos.

A nova plataforma FPSO da Equinor, fabricada pela japonesa Modec, destinada ao pré-sal da Bacia de Santos, tem 364 metros de comprimento, 64 metros de largura e 33 metros de profundidade, com calado projetado de 22,65 metros. Ele pode suportar condições ambientais únicas e será o primeiro com sistema de geração de energia em circuito fechado com turbina a gás do mundo.

O FPSO Bacalhau tem sua primeira produção programada entre 2023/2024, e promete produzir até 220 mil barris de petróleo por dia e 15 milhões de m³/dia de gás natural.

Na última década, a WEG se consolidou como o maior fornecedor mundial de motores elétricos para plataformas de petróleo e gás do tipo FPSO (Floating Production Storage and Offloading), principalmente pela elevada tecnologia empregada nos produtos e a alta confiabilidade de operação.

“Para projetos como este, cujo destino final é o Brasil, nossos clientes contam ainda com a maior estrutura de serviços local com técnicos amplamente treinados e habilitados para prestar suporte imediato em qualquer necessidade do cliente”, explica Elder Stringari, Diretor Corporativo Internacional da WEG.

Equinor contrata com a Modec a maior plataforma para produção de petróleo e gás do Brasil

No dia 30 de janeiro, a norueguesa Equinor oficializou a contratação da Modec para fornecer o navio-plataforma FPSO Bacalhau, que será utilizado na produção de petróleo e gás no campo de Bacalhau, antiga área de Carcará, no pré-sal da Bacia de Santos.

A japonesa será responsável pelo projeto e construção do FPSO, incluindo contratação dos módulos do topside, bem como sistemas marítimos e de casco. A plataforma será o maior FPSO já entregue no Brasil.

A Equinor anunciou também que contratou, com o consórcio Subsea Integration Alliance, formado por Subsea7 e OneSubsea, o pacote de SURF (Subsea, Umbilical, Risers and Flowlines), equipamentos que são instalados no leito marinho.

“Bacalhau é um ativo de classe mundial no pré-sal brasileiro. O Brasil é uma área central de crescimento para a Equinor e a empresa tem a ambição de produzir de 300 a 500 mil barris por dia no Brasil até 2030. Bacalhau será um importante colaborador para alcançar esse objetivo”, diz Margareth Øvrum, vice-presidente executiva de Desenvolvimento e Produção da Equinor Brasil.

Uma segunda plataforma, que pode representar um segunda fase de desenvolvimento de Carcará, ainda está em estudo pelo consórcio liderado pela Equinor.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe