Petroleiras Halliburton e Baker Hughes foram as únicas empresas a apresentar propostas em uma licitação da Petrobras para contratar serviços de estimulação de poços

Flavia Marinho
por
-
18-08-2020 12:54:06
em Petróleo, Óleo e Gás
Petroleiras Halliburton e Baker Hughes foram as únicas empresas a apresentar propostas em uma licitação da Petrobras para contratar serviços de estimulação de poços

Petrobras exige conteúdo local mínimo de 40% para os serviços de estimulação e de 20% para os produtos químicos. O afretamento não tem requisito de nacionalização.

As únicas empresas interessadas que fizeram proposta para concorrer a licitação aberta pela petroleira brasileira Petrobras para serviços de estimulação de poços foram as multinacionais americanas Halliburton e Baker Hughes. Recrutamento e Seleção para trabalhar em parada de manutenção na refinaria da Petrobras – REFAP, neste dia

Leia também

A Halliburton ofertou 225 milhões de reais para fretar uma embarcação do tipo WSSV (Well Stimulation Support Vessel) e 274 milhões de reais para prestar serviços de estimulação.

Já a Baker Hughes ofertou 19 milhões de reais, para fornecer fluidos de estimulação, garantindo a primeira posição.

No edital da concorrência, a Petrobras informa que pretende celebrar dois contratos, sendo um para afretamento do WSSV e outro, para serviços de estimulação (com fornecimento de produtos químicos para estimulação de poços de petróleo).

A petroleira brasileira exige conteúdo local mínimo de 40% para os serviços de estimulação e de 20% para os produtos químicos. O afretamento não tem requisito de nacionalização.

O período do contrato será de 1,275 mil dias (cerca de três anos e meio), com prazo de execução de três anos. A licitação foi lançada pela estatal no final do ano passado, e as propostas comerciais, abertas na última sexta-feira (14/8).

Entre as companhias interessadas estão a Schlumberger, Subsea 7, Bram Offshore, Fugro, Bourbon Offshore, Siem Offshore, Norskan, Marlim Navegação, Oceânica Engenharia e Sistac.

Atualmente, a Petrobras tem três WSSVs afretados: Blue Angel, fretado pela Duh Boats 2 BV, e Blue Marlin e Stim Star Brasil, fretados pela Bram Offshore. Nos dois primeiros casos, os contratos de serviço e fornecimento estão com a BJ Services, da Baker Hughes, e, no último, com a Halliburton.

Os contratos do Blue Angel e Blue Marlin foram iniciados em 2014 e terminam em 2022, enquanto o do Stim Star Brasil começou em 2016 e está previsto para expirar em 2024.

De bandeira brasileira, as embarcações contratadas pela Petrobras são os únicos WSSVs em águas brasileiras, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Apoio Marítimo (Abeam).

por BrasilEnergia

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.