Petrobras vai perfurar na margem equatorial em 2022 e anuncia investimentos de mais de R$ 11 bilhões em exploração no ativo

Flavia Marinho
por
-
08-12-2021 10:32:55
em Petróleo, Óleo e Gás
investimentos - Petrobras - plataformas - petróleo - margem equatorial Plataforma de perfuração p-69 operando no campo de Lula na Bacia de Santos




Com investimentos de mais de R$ 400 bilhões, a Petrobras anuncia 15 novas plataformas de petróleo para entrar em produção nos próximos cinco anos

Um executivo da Petrobras informou na última segunda-feira (6/12), que a petroleira estatal brasileira se prepara para perfurar no próximo ano seu primeiro dos 14 poços planejados para as águas profundas da margem equatorial brasileira, considerada uma nova fronteira exploratória.

Leia também

O anúncio ocorreu na Websérie, “Margem Equatorial: oportunidades e desafios”, realizado pela Câmara Americana de Comércio para o Brasil (AMCHAM), no Rio de Janeiro. O evento reuniu representantes de empresas e especialistas para debater sobre a exploração petrolífera na margem equatorial do Brasil, que compreende a bacia Pará-Maranhão, uma das mais promissoras em produção, apontam estudos técnicos.

Plano Estratégico da Petrobras prevê investimentos de mais de R$ 400 bilhões e anuncia 15 novas plataformas de petróleo para entrar em produção nos próximos cinco anos

No dia 24 de dezembro, a Petrobras divulgou o Plano Estratégico 2022-2026, que prevê investimentos de US$ 68 bilhões. O valor é 24% superior ao previsto no PE 2021-2025. Destes valores, a empresa pretende investir cerca de US$ 5,5 bilhões na exploração de bacias do Sudeste e na margem equatorial.

US$ 2 bilhões (mais de R$ 11 bilhões) serão destinados em exploração na margem equatorial até 2026, disse o gerente executivo de reservatório Tiago Homem, durante o evento World Petroleum Congress, em Houston.

Além disso, a Petrobras prevê um investimento global de US$ 2,5 bilhões (valor acima de R$ 14 bilhões) em atividades sísmicas no mesmo período.

“A Petrobras mantém sua estratégia consistente de focar em projetos com pleno potencial de gerar recursos e contribuições para a sociedade brasileira. Priorizamos transformar recursos em riquezas para o país ao mesmo tempo em que trilhamos o caminho sustentável para a transição energética. Ampliamos nossa previsão de investimentos para os próximos anos e fazemos isso com extrema responsabilidade e diligência na alocação dos recursos”, destaca o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna.

No segmento de E&P, serão investidos US$ 57 bilhões entre 2022 e 2026. Para o período está prevista a entrada em operação de 15 novas plataformas em seis campos, com mudança na estratégia de contratação de unidades afretadas por próprias, em alguns dos projetos.

Petrobras anuncia o início da fabricação no Brasil dos módulos de produção da plataforma P-78, no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis (RJ), que irá operar no maior ativo em águas profundas do mundo

Boas notícias para a construção naval brasileira! A gigante do petróleo brasileiro Petrobras informou ontem à noite, em fato relevante ao mercado, o início da fabricação no Brasil dos módulos de produção da plataforma P-78, no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis (RJ). 

De acordo com o anuncio da estatal, os módulos são unidades responsáveis pelo processamento de óleo, gás e água e compõem, junto com o casco, as utilidades e o flare, toda a estrutura de uma plataforma flutuante desse tipo. Essa etapa da obra prevê a fabricação simultânea de dez módulos, dos 21 previstos para a P-78, e deve ser concluída em cerca de 20 meses. Leia a matéria completa aqui.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.