Mineradora Vale passa a utilizar robôs em suas operações para retirar colaboradores de situação de risco e aumentar a segurança na indústria de mineração brasileira

Valdemar Medeiros
por
-
18-08-2021 11:56:32
em Indústria e Construção Civil
robôs - Mineradora - Vale - colaboradores - mineração Espeleo Robô, produto desenvolvido pelo ITV, entra em ação (Divulgação/ ITV)

Além de usar caminhões autônomos em suas operações de mineração, a mineradora Vale também busca a segurança de seus colaboradores utilizando robôs para atuarem em operações de risco

A Mineradora Vale além de investir em caminhões autônomos, também está investindo em diversos modelos de robôs que auxiliam os colaboradores em tarefas de manutenção, contribuindo para que eles sejam retirados de situações de risco e também com a ideia de transformar a empresa em referência no quesito de segurança na mineração.

Leia também

Conheça os robôs utilizados pela Vale no setor de mineração

ANYmal C, o robô autônomo com pernas projetado para ambientes industriais desafiadores

A mineradora trabalha atualmente com três principais robôs. Dois foram desenvolvidos pelo Instituto Tecnológico Vale (ITV Mineração), que se assemelham a carrinhos e outro adquirido por um fornecedor internacional, o Anymal, que recebeu o nome de “cachorrinho”.

O ITV foi criado em 2010 e mantém uma célula de robótica que vem construindo robôs, soluções de Inteligência Artificial e até drones para cooperarem com os colaboradores durante as operações no setor de mineração. Já em 2015 a área de Espeleologia da Mineradora Vale começou o projeto EspeleoRobô, assumido pela ITV em 2016 em parceria com a UFMG.

Os robôs são operados pelos colaboradores de forma remota, com câmeras e sistema de iluminação. Além disso, podem se locomover em terrenos mais robustos e foram projetados a princípio para auxiliarem os espeleólogos que prestam serviço para a mineradora Vale mapeando cavernas próximas às operações de mineração.

Robôs da Vale são testados em outras funções

A partir de 2017, o EspeleoRobô começou a ser testado em outras funções, como inspeções em ambientes confinados e de difícil acesso aos colaboradores. Já foram realizadas inspeções em tubulações, drenos e galerias, além de operações em equipamentos de usinas. Os robôs já foram utilizados em mais de 15 serviços diversos nas operações da Mineradora Vale em Minas Gerais, Pará e no Espírito Santo.

Os robôs possuem um sistema de locomoção que os permitem utilizar rodas, pneus, esteiras e até mesmo pernas, dando a possibilidade de se locomoverem em vários tipos de terrenos. Ainda possuem um sistema de sensoriamento que permite inspeção em resolução HD, geração de mapas tridimensionais, além de outras capacidades.

NASA utilizará módulos robóticos da Vale

Recentemente alguns módulos robóticos desenvolvidos pelo ITV foram cedidos à NASA. De acordo com a pesquisadora do ITV, Maira Saboia, os módulos estão sendo utilizados para seu uso em um desafio internacional. Além dessa conquista, o ITV está produzindo mais três robôs que ajudarão colaboradores nas operações de mineração de cobre no Pará e no minério de ferro em Vitória (ES) e Itabira (MG).

Além de desenvolver equipamentos, a Vale também comprou o Anymal, um robô quadrúpede da empresa suíça, Anybotics. O projeto já está sendo utilizado nas operações de mineração com o apoio de uma equipe de colaboradores da Vale.

Este ano foi concluída uma prova de conceito na usina de Cauê, em Minas Gerais. Durante a prova o Anymal manobrou ao redor da plataforma e superou obstáculos, como descer e subir escadas, exibiu um mapa digital da área sob inspeção, planejou rotas e definiu o caminho, focou em instrumentos e objetos específicos, gravou imagens térmicas com medições de temperatura, transmitiu imagens e muitas outras coisas, convencendo a vale de sua compra.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe