Robôs podem substituir centenas de milhares de empregos no mercado de petróleo e gás, economizando bilhões em custos de perfuração até 2030

Valdemar Medeiros
por
-
06-04-2021 11:40:00
em Petróleo, Óleo e Gás
Robos - petróleo e gás - empregos Robôs x humanos – Fonte: Reprodução Google/FOto:Ortiztech

Indústria offshore de petróleo e gás começa a se preocupar com o uso de robôs e a substituição de vagas de empregos pelos mesmos

Em um relatório que examinou a adoção dos robôs em toda a indústria do petróleo e gás, a Rystad Energy descobriu que as soluções existentes poderiam substituir centenas de milhares de empregos de petróleo e gás globalmente e reduzir os custos de mão de obra de perfuração em vários bilhões de dólares até 2030, se houver um impulso da indústria para tal transição.

Leia também

Indústria de petróleo e gás pode ganhar novos funcionários robôs

Um dos segmentos que tem muito a ganhar com a adoção do uso dos robôs é a de perfuração de petróleo, pois é altamente dispendiosa e envolve a realização de tarefas perigosas em ambientes desafiadores. As soluções robóticas já foram introduzidas com sucesso em operações de perfuração, com empresas como a Nabors na vanguarda do desenvolvimento, pegando uma boa parcela de empregos da região.

Aplicando as especificações atuais do fornecedor, que sugerem que os sistemas de perfuração com o uso de robôs podem potencialmente reduzir o número de estaleiradores necessários em uma plataforma de perfuração em 20% a 30%, a Rystad Energy estima que tal redução nas equipes de perfuração offshore e onshore pode trazer economia de custos de mais de US $ 7 bilhões em salários apenas nos EUA, com base nos níveis salariais atuais.

Operações robóticas na indústria de petróleo e gás  

As operações de inspeção, manutenção e reparo (IMR) também são ideais para operações robóticas e é o segmento onde a adoção da robótica ganhou mais força entre os operadores nos últimos anos.

Até agora, isso tem se limitado principalmente às atividades submarinas de IMR, mas agora estamos começando a ver as soluções de robótica IMR também sendo usadas para topsides.

No geral, a Rystad Energy acredita que pelo menos 20% dos empregos em segmentos como perfuração, suporte operacional e manutenção poderiam, em teoria, ser automatizados nos próximos 10 anos.

Olhando para o quadro atual de funcionários de alguns dos principais países produtores de petróleo e gás, os EUA poderiam reduzir suas necessidades de pessoal em mais de 140.000 funcionários e a Rússia em mais de 200.000 funcionários. Canadá, Reino Unido e Noruega podem eliminar entre 20.000 e 30.000 empregos cada.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.