Entidade alerta para aumento de até 40% nas baterias de carros elétricos em decorrência das matérias-primas

Valdemar Medeiros
por
-
19-04-2022 10:55:38
em Automotivo, Veículos Elétricos
baterias - carros elétricos - carro elétrico - matérias primas




Entidades projetam um aumento de 40% nas baterias de carros elétricos entre 2024 e 2025 e um aumento de custo de produção de 100% para as baterias de estado sólido, que são já são mais caras

A alta nos preços das commodities é uma realidade no país, vista todos os dias. Os efeitos já estão impactando no bolso devido aos vários itens essenciais, chegando a pesar até mesmo na bateria de carros elétricos. Agora, aos alertas dados nos últimos meses, junta-se o instituto de pesquisa coreano SNE Research. Os números divulgados na ultima sexta-feira (16) não são nada agradáveis, uma vez que destacam aumentos significativos de preços, pela indústria coreana, variando de 30% a 40% a mais do que os 150 dólares por kWh do último ano. A pergunta que não quer calar é: quando observaremos o impacto desse aumento nas baterias? E a resposta é simples: entre 2024 ou 2025, segundo dados do SNE.

Baterias de estado sólido para carros elétricos também sofrerão aumento

De acordo com o vice-presidente executivo da SNE, James Oh, durante um recente seminário em Seul, a empresa esteve em reunião com fabricantes de células da Coreia, levando a empresa a mudar as perspectivas para os preços das baterias de carros elétricos usadas.

A expectativa, de acordo com os coreanos, é que este componente aumente em 2024 ou 2025. As empresas, na verdade, não entraram em detalhes em relação aos números, mas vale ressaltar que, segundo as previsões realizadas, o aumento chegará a 40%.

Do lítio ao níquel, passando ao cobalto e manganês, quase todos os minerais devem compor o protagonismo nessa má fase das baterias de carros elétricos, que terá efeito em cascata nas células. Entretanto, a coisa pode piorar ainda mais para as baterias de estado sólido. No mesmo evento, Jay Kim, vice-presidente da LG Energy Solution, afirmou que os custos de produção dos componentes poderiam aumentar em até 100%.

Possíveis soluções para o aumento da bateria de carros elétricos

As baterias de estado sólido tem como base eletrólitos de sulfeto e são extremamente caras em comparação a outros tipos, pois precisam de muito lítio. Os valores do eletrólito de sulfeto podem ter os níveis dobrados em comparação com o último ano.

Uma vez compreendidos os problemas, é necessário analisar para encontrar possíveis soluções. James revelou que as montadoras de carros elétricos estão pressionando os parceiros da Coreia para que produzam mais células prismáticas, ao invés de células de pacotes, e a firmar novos contratos de longo prazo.

Elon Musk comenta sobre o aumento do lítio

O bilionário Elon Musk postou recentemente, em uma de suas redes sociais, o interesse em entrar no setor de mineração, principalmente na extração de lítio, para manter o fluxo do metal suprindo as demandas necessárias para a produção das baterias de carros elétricos.

Musk afirma que a cotação da matéria prima está fora de controle, tanto que a empresa teria que entrar no segmento de mineração e refino. Não há falta do lítio, pois o lítio está em quase todas as partes do planeta, mas o ritmo de extração e refino é lento.

A preocupação do bilionário envolve uma das commodities essenciais para o funcionamento dos carros elétricos. O mesmo acontece com outras matérias como cobre, cobalto e níquel, todos essenciais, sobretudo em um cenário onde se propõe o uso da eletricidade como alternativa única ao petróleo.

O empresário está apostando que a compra de veículos com baterias se expandirá grandemente em um futuro próximo, e a prova disso são as inaugurações oficiais de duas novas fábricas de sua montadora, uma em Berlim, para suprir o mercado europeu, e outra em Austin, no Texas.  

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.