Sindicatos dos petroleiros querem paralisar sete plataformas da Petrobras

Flavia Marinho
por
-
30-04-2020 17:00:27
em Petróleo, Óleo e Gás
Sindicatos dos petroleiros querem paralisar sete plataformas da Petrobras Sindicatos dos petroleiros querem paralisar sete plataformas da Petrobras

A interrupção da operação em sete plataformas da Petrobras na Bacia de Campos serão solicitadas pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e o Sindipetro Norte Fluminense (Sindipetro NF) vão solicitar à Agência Nacional do Petróleo (ANP) e à Vigilância Sanitária, devido ao número de casos de trabalhadores contaminados pelo coronavírus.

Leia também

Os casos ocorreram nas unidades da Petrobras P-26, P-50, P-18, P-35, P-20, P-33 e P-62, todas na Bacia de Campos, informou a Federação Única dos Petroleiros.

A FUP informou  também que de acordo com informações recebidas pelo canal de denúncias criado pelo Sindipetro-NF, diariamente, de dois a três trabalhadores embarcados têm deixado seus postos de trabalho nas plataformas com sintomas da doença.

Os sindicatos acusam a Petrobras de estar sendo negligente na adoção de medidas de saúde preventivas para evitar a contaminação dos empregados pelo novo coronavírus.

Segundo a entidade, as Vans e os helicópteros que transportam os trabalhadores para as plataformas estão sempre lotados e a testagem nos que embarcam não estaria sendo feita em alguns aeroportos.

“E como várias unidades estão registrando casos suspeitos e confirmados da covid-19, a testagem de quem desembarca, que deveria ser feita, não está ocorrendo, o que coloca em risco seus familiares na volta para a casa. Mesmo a locomoção dos funcionários está sendo feita de uma maneira irregular. Vans e helicópteros seguem operando com a sua capacidade normal, gerando aglomerações”, afirma a FUP.

Número de contaminados pelo continua crescendo em plataformas da Petrobras

Ontem (29), a ANP informou que até as 23h59 do dia 28, 234 petroleiros testaram positivo para o coronavíus, dez casos a mais do que no dia anterior.

Ao todo, foram registrados 625 casos de trabalhadores contaminados, incluindo os que atuam nas empresas que executam as atividades de exploração e produção de petróleo no Brasil. No dia anterior, eram 582 casos.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe