FPSO da Modec em operação no Brasil é reconhecido internacionalmente por tecnologia de ponta em digitalização

MV29 MODEC CIDADE CAMPOS DOS GOYTACAZES FPSO

FPSO Cidade de Campos dos Goytacazes MV29 da Modec é reconhecido por grande fundação internacional e posiciona o Brasil na vanguarda da Quarta Revolução Industrial

A MODEC anunciou nesta quarta-feira(15) que uma de suas unidades flutuantes de armazenamento e transferência (FPSO) foi selecionada pelo World Economic Forum, uma fundação sem fins lucrativos com sede na Suíça, para ingressar na Global Lighthouse Network, que são a maiores lideranças da líderes em aplicação das tecnologias da Quarta Revolução Industrial.

Você também pode gostar

O FPSO Cidade de Campos dos Goytacazes MV29, reconhecido pelo Fórum Econômico Mundial desta vez, está implementado nos campos Tartaruga Verde e Tartaruga Mestiça na Bacia de Campos. O MODEC foi responsável pela engenharia, compras, construção, mobilização e instalação do FPSO. A MODEC também é responsável pelas operações e manutenção do FPSO desde 2018.

O FPSO Cidade de Campos dos Goytacazes MV29 é a única instalação offshore reconhecida pela Global Lighthouse Network. Também é a primeira vez que uma instalação latino-americana e uma operada por uma empresa japonesa são incluídas na rede.

A seleção do FPSO Cidade de Campos dos Goytacazes MV29 como Farol da Quarta Revolução Industrial homenageia o projeto de digitalização da frota, juntamente com o gerenciamento completo da mudança de cultura e excelência operacional, desenvolvido pelo MODEC em resposta ao seu rápido crescimento no Brasil.

Hoje, a empresa possui 10 embarcações em operação no Brasil e outras quatro (4) estão em construção. Globalmente, a empresa possui uma das maiores frotas do seu segmento, com 17 navios, e está presente na África, Ásia e Oceania.

A digitalização permite que a empresa integre melhor sua frota, tornando as operações mais seguras e eficientes. Com mais de 10 mil sensores instalados em cada embarcação, o MODEC aumentou a produção, utilizando o Advanced Analytics para manutenção preditiva, um gêmeo digital de sua planta de processos e uma plataforma de dados própria para acelerar o desenvolvimento e a implantação de novos algoritmos.

Essas técnicas permitiram uma redução de 65% do tempo de inatividade no FPSO Cidade de Campos dos Goytacazes MV29 desde o início da produção, por exemplo, tornando essa instalação  líder no setor.

Paulo Nogueira

About Paulo Nogueira

Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.