Empresa de helicópteros de apoio offshore com base em Macaé se funde com gigante global, muda de nome e vai otimizar operações a Petrobras e outras operadoras petrolíferas no Brasil

Paulo Nogueira
por
-
02-09-2020 07:08:39
em Petróleo, Óleo e Gás
Macaé helicóptero Petrobras Offshore Logística Helicóptero série AW139s, no fundo Porto de Imbetiba, em Macaé – RJ

A operadora de helicópteros offshore Bristow Group renomeará sua divisão Aeróleo no Brasil para Bristow ,e permanecendo focada em seu apoio à indústria de petróleo e gás e outras soluções de logística aérea

A tradicional Aeróleo em Macaé, é uma empresa do Grupo Era que agora passará a se chamar apenas Bristow após a fusão , criando uma nova gigante de helicópteros, em contrato firmado em junho deste ano. Com a recente demanda da Petrobras e outras operadoras no Brasil por logística aérea, essa fusão poderá trazer muitos benefícios e investimentos nacionais.

Outras notícias relacionadas

Em um comunicado nesta terça-feira(02) , Bristow observou que tem sido parte integrante da indústria de petróleo e gás no Brasil por mais de 40 anos, atendendo às necessidades de suporte de helicópteros da Petrobras, empresas brasileiras independentes de exploração e produção e várias empresas internacionais de petróleo e gás .

“Apesar das condições desafiadoras de mercado, mantemos nossa forte presença no Brasil”,  disse  Diego Medeiros , Country Manager para o Brasil.

“O Brasil é uma parte importante de nossa pegada global e estratégia futura”, disse Samantha Willenbacher, vice-presidente sênior e diretora comercial da Bristow.

“Como a maior operadora global de helicópteros AW139, AW189 e S-92, continuamos a servir nossos clientes com soluções de voo vertical exemplares e esperamos trabalhar com uma base de clientes expandida para atender a todas as suas necessidades rotativas”.

A Bristow opera atualmente uma frota de 12 AW139s no Brasil

A Bristow também encerrou sua participação minoritária de 41,5%, não controladora, na Líder Taxi Aéreo S.A. – Air Brasil, a partir de 31 de agosto de 2020.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.