Desinvestimento Petrobras no Nordeste: estatal põe à venda campos de petróleo offshore no Ceará

Flavia Marinho
por
-
05-11-2020 08:28:27
em Petróleo, Óleo e Gás
Nordeste - Ceará - Petrobras Nordeste: a venda dos campos de petróleo offshore, no Ceará, inclui a totalidade da participação da Petrobras em águas de Atum, Curimã, Espada e Xaréu

Nordeste: a venda dos campos de petróleo offshore, no Ceará, inclui a totalidade da participação da Petrobras em águas de Atum, Curimã, Espada e Xaréu

A Petrobras anunciou ontem (04/11) desinvestimentos no Nordeste, a estatal deu início a fase vinculante referente à venda da totalidade de sua participação nos campos de petróleo offshore em águas rasas de Atum, Curimã, Espada e Xaréu (Polo Ceará), localizados no Estado do Ceará. Petrobras anunciou também, a venda de outros campos de petróleo, localizadas na Bacia do Recôncavo e Tucano, na Bahia.

Leia também

Segundo a estatal, os potenciais compradores habilitados para essa fase receberão carta-convite com instruções sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes.

Petrobras informa que o Polo Ceará,no Nordeste, está em operação desde a década de 80, e compreende os campos de Atum, Curimã, Espada e Xaréu, localizados a uma distância de 30 km da costa do estado do Ceará, em lâmina d’água entre 30 e 50 metros.

Em 2019, os campos produziram, em média, 4,2 mil bpd de óleo e 76,9 mil m³/d de gás. A produção no polo é feita através de 32 poços e nove plataformas fixas (sendo três habitadas).

Entretanto, os campos offshore do Bacia do Ceará – Nordeste, estão com atividades paralisadas desde o final de março, em virtude dos baixos preços de petróleo e crise do coronavírus.

A produção de óleo nos ativos é escoada por navios aliviadores, enquanto que a produção de gás é exportada por gasoduto até a Lubnor, situada em Fortaleza, que também está sendo vendida pela Petrobras.

Os interessados na compra podem ser contemplados também com toda a infraestrutura associada ao campo, incluindo o Porto de Paracuru e subestação elétrica no município de Pecém, CE – Nordeste.

A Petrobras é a operadora nesses campos, com 100% de participação sobre os direitos de exploração e produção dos contratos de concessão referentes a tais campos.

Nordeste – Saída da Petrobras pode criar novo cenário para o Ceará

Com o processo de desinvestimento da Petrobras no Ceará – Nordeste, o estado pode se tornar pioneiro na produção marítima 100% privada no Brasil, uma vez que toda a produção offshore de petróleo e gás do CE é restrita aos quatro campos que estão incluídos na venda.

O prazo do contrato de concessão dos ativos de Atum, Xaréu, Curimã e Espada é até 2025. A Petrobras divulgou o teaser completo, no qual os potenciais compradores podem avaliar demais informações bem como todos os critérios de elegibilidade.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.