China testou um míssil hipersônico com capacidade nuclear capaz de circular o planeta Terra, deixando os Estados Unidos de queixo caído com o planador chinês

Flavia Marinho
por
-
18-10-2021 11:12:14
em Indústria e Construção Civil
estados unidos - míssil - china - chineses - hipersônico - foguete - nuclear - turbina míssil hipersônico nuclear chinês / Imagem: China

O teste do míssil hipersônico chinês ocorreu em agosto, foi mantido em segredo e surpreendeu as autoridades dos Estados Unidos

Em agosto a China testou um míssil hipersônico com capacidade nuclear. O planador que foi tranpsortado por um foguete, chamou a atenção de autoridades americanas, mostrando uma capacidade que pegou a inteligência dos Estados Unidos de surpresa, relatou o Financial Times, citando cinco fontes não identificadas.

Leia também

“O teste mostrou que a China fez um progresso surpreendente, em armas hipersônicas, e estava muito mais avançada do que as autoridades americanas imaginavam”, disse o relatório, citando pessoas informadas sobre a inteligência.

O relatório oficial americano da noite de sábado disse que os militares chineses lançaram um foguete do tipo Long Marche, desenvolvida pela China. O míssil hipersônico voou em órbita baixa, circulando a Terra antes de voar em direção ao seu alvo, que errou por cerca de 20 quilômetros.

O Ministério da Defesa da China não respondeu imediatamente a um pedido de comentários, da Reuters, enviado por fax no domingo.

China nega ter testado recentemente míssil hipersônico

Estados Unidos e Rússia também estão fabricando míssil hipersônico nuclear

Os Estados Unidos e a Rússia também estão desenvolvendo mísseis hipersônicos, e no mês passado a Coreia do Norte disse ter testado um míssil hipersônico recém-desenvolvido.

Em um desfile de 2019, a China apresentou o avanço do seu armamento, incluindo seu míssil hipersônico, conhecido como DF-17.

Os mísseis balísticos voam para o espaço sideral antes de retornar em trajetórias íngremes em velocidades mais altas. As armas hipersônicas são difíceis de serem paradas por equipamentos de defesa militar porque voam em direção a alvos em altitudes mais baixas, mas podem atingir mais de cinco vezes a velocidade do som – ou cerca de 6.200 km por hora (3.850 mph).

A maior turbina eólica do mundo será chinesa: aerogeradores que a China planeja usar na construção de seu parque eólico mais ambicioso, são mais poderosas que o Haliade-X, da General Electric

O pulso mantido pelos Estados Unidos e China toca muitos bastões. A disputa fica acirrada entre essas duas superpotências globais, na qual nenhum outro país parece capaz de participar. Durante os últimos meses, ambas nações anunciaram o início de vários projetos de construção de parques eólicos, nos quais as maiores turbinas eólicas do planeta intervirão. Até 2023, os Estados Unidos esperam ter concluído um parque eólico hospedado em uma ilha pertencente ao estado de Massachusetts, que incorporará as monstruosas turbinas eólicas Haliade-X, da General Electric (GE). Assista o vídeo abaixo e conheça a turbina eólica chinesa que promete desbancar os aerogeradores da gigante americana General Electric

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe