BNDES financiará nova unidade de um dos maiores complexos de energia eólica do mundo

Valdemar Medeiros
por
-
30-05-2021 11:22:50
em Energia Renovável
BNDES - energia eólica - complexo - investimento Torres de energia eólica – Créditos: Casa dos Ventos

Demonstrando seu compromisso com a sustentabilidade, o BNDES aplicará um novo investimento de 216 milhões de reais para mais uma unidade de um dos maiores complexos de energia eólica do mundo

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) financiará a construção de uma nova unidade ao complexo de energia eólica Santa Martina 9, nos municípios de Riachuelo, Caiçara do Rio do Vento, Bento Fernandes e Ruy Barbosa, no Rio Grande do Norte.

Leia também

Conheça maior complexo de energia eólica financiado pelo BNDES

A nova unidade do complexo de energia eólica possuirá cerca de 63 MW e promete gerar energia renovável e sustentável para o consumo equivalente de 130 mil residências. Santa Martina 9, financiado pela BNDES, faz parte do Complexo Eólico Rio do Vento, um dos maiores complexos de energia eólica do mundo.

A implantação da unidade do complexo de energia eólica promete gerar vagas de emprego para mais de 350 pessoas, tanto de forma direta, quanto de forma indireta, aumentado a renda e promovendo a igualdade social para as famílias da população local. Essa quantidade equivale a mais de 10% do total de pessoas que ocupam os quatro municípios, que chega a cerca de 3.480 em 2018 segundo dados do IBGE.

Financiamento representa muito para a transição enérgica brasileira

De acordo com Petrônio Cançado, diretor de Crédito e Garantia do BNDES, o financiamento da nova unidade do complexo de energia eólica Ventos de Santa Martina demonstra o comprometimento do banco em apoiar a matriz de energia renovável no país. Ele afirma que serão cerca de 63 MW de potência instalada que irá entrar em operação em 2022.

O Financiamento do BNDES de R$ 216,7 milhões, será concedido à Sociedade de Propósito Específico Ventos de Santa Artur Energias Renováveis S.A. A previsão é que uma parte da unidade do complexo entre em operação até o fim do último semestre desse ano, junto ao primeiro aerogerador do parque de energia eólica.

Outros investimentos em energia renovável do BNDES

No ano passado, o banco assinou contratos com a Engie Brasil em valor estimado de R$ 1,243 bilhão para implantar o complexo de energia eólica Campo Largo – Fase 2, nos municípios de Sento Sé e Umburanas, no estado da Bahia.

Esse projeto possui uma capacidade instalada de 361,2 MW, energia equivalente à 850 mil residências. Também no ano passado, o BNDES investiu na construção do parque de energia eólica Ventos de Santa Martina 14, também do complexo eólico Rio do Vento, com o valor de R$ 208 milhões.

De acordo com a ABEEólica, o IDH em municípios que recebem este tipo de investimentos cresce em cerca de 20% em comparação a antes.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe