Arcelormittal Tubarão constrói a maior planta de dessalinização do mercado brasileiro capaz de abastecer 80 mil pessoas por dia

Valdemar Medeiros
por
-
14-09-2021 10:24:10
em Indústria e Construção Civil
ArcelorMittal - dessalinizador - dessalinização - investimentos ES – Serra – Vista aérea ArcelorMittal Tubarão – Foto: Mosaico Imagem

ArcelorMittal tubarão terá o maior dessalinizador do mercado brasileiro capaz de abastecer 80 mil pessoas por dia

O maior dessalinizador de água marinha do Brasil começará suas atividades na ArcelorMittal Tubarão neste mês de setembro. O sistema, que é o mais atual do mercado, é fruto de investimentos milionários e conta com uma capacidade inicial de dessalinizar 500 m³ por hora de água e garantirá uma segurança hídrica maior para a empresa e para o estado do Espírito Santo.

Leia também

Presidente da ArcelorMittal se pronuncia sobre a finalização das obras da planta de dessalinização

Evento de Inauguração Planta de Dessalinização de Água do Mar – ArcelorMittal Tubarão – créditos: ArcelorMittal Brasil

De acordo com Benjamin Baptista Filho, CEO da ArcelorMittal Aços Planos na América do Sul e presidente da ArcelorMittal Brasil, embora haja desafios causados pela pandemia, as obras foram realizadas dentro do prazo previsto.

A construção do dessalinizador gerou 220 novas vagas de emprego. Um grande volume de profissionais que, ao lado das equipes da empresa, executaram todo o processo dentro dos rígidos controles de segurança para que a saúde e a integridade de todos fosse garantida.

Segundo o executivo, a produção do dessalinizador está alinhada à estratégia da empresa devido aos futuros cenários de crise hídrica. A água que vem dos investimentos de R$ 50 milhões, será voltada para fins industriais, substituindo parte do que é consumido do Rio Santa Maria da Vitória, fazendo com que o recurso tenha uma maior disponibilidade para a sociedade.

Dessalinizador da ArcelorMittal usará tecnologia de osmose reversa

O executivo da empresa afirmou que a planta utilizará tecnologia de osmose reversa, bastante utilizada em países como Espanha, Israel, Estados Unidos e outros, para captar a água.

Segundo Benjamin, as equipes realizaram estudos durante dois anos, incluindo avaliação de várias alternativas tecnológicas para dessalinização, discussões técnicas com fornecedores de todo o mundo, análises de qualidade da água, testes em laboratórios e até mesmo visitas à outras plantas na Argentina e nos Estados Unidos. Tudo para que os investimentos fossem ajustados para uma realidade mais próxima do nosso país.

Primeira parte do projeto será capaz de abastecer 80 mil pessoas por dia

O dessalinizador foi construído em uma área de aproximadamente 6 mil m² e consumirá cerca de 3 MW de energia, o que equivale a 1% de energia gerada pela própria ArcelorMittal Tubarão. Um dos diferenciais da planta, está em sua configuração por módulos.

O primeiro será capaz de dessalinizar 500 m³ por hora de água do mar, ou seja, o suficiente para abastecer uma comunidade com 80 mil pessoas por dia. Vale ressaltar que outros módulos podem ser acrescentados futuramente. Todo seu processo não impactará de nenhuma forma ao meio ambiente.

A solução de sal em água que é resultado do processo, a salmoura, será devolvida ao mar por um canal de retorno que já existe no dessalinizador. A ArcelorMittal tem o menor índice de consumo industrial de água doce do Brasil.

96% da água que é utilizada pela companhia atualmente, vem do mar e é utilizada para a refrigeração dos equipamentos que produzem aço. Os outros 4% são do Rio Santa Maria da Vitória e a ArcelorMittal executa mais investimentos para que esse consumo seja cada vez mais reduzido. Atualmente, o nível de recirculação de água doce da empresa é de mais de 97%.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe