A ICN conclui transferência das seções do casco do segundo submarino

ICN recebe últimas seções do submarino

As quatro seções do casco do submarino Humaitá já estão no ICN, vindas da UFEM, que também fica em Itaguaí. Começa agora a fase de soldagem para fechamento do casco

As obras de construção do segundo submarino convencional do Programa PROSUB, o “Humaitá”, seguem a todo vapor. Hoje (19/06) a ICN, Itaguaí Construções Navais, de Itaguaí (RJ), concluiu a transferência das seções 3 e 4.
As seções foram construídas na fábrica UFEM, também em Itaguaí e foram as últimas a serem recebidas na ICN. Agora o estaleiro começará a fase de união final das seções visando fechar o casco da embarcação.

Conforme o Click Petróleo e Gás já havia publicado, a seção 1 e a seção 2 já foram transferidas para o estaleiro ICN em 25 de abril e 29 de maio respectivamente.
Estas duas últimas seções transferidas compõem a parte da proa do submarino, onde estão localizados compartimentos importantes para o funcionamento do submarino, tais como a sala de controle, mastros, periscópio e os tubos de lançamento de torpedos.

O peso total das quatro seções transferidas ao ICN somam 440 toneladas e o segundo submarino convencional (S-41) do programa PROSUB terá 72 metros de comprimento.
A embarcação terá um deslocamento de cerca de 2 mil toneladas e sua entrega está prevista para o segundo semestre de 2020.

O Programa PROSUB da Marinha brasileira prevê a construção de quatro submarinos de propulsão convencional (Diesel-elétrico) e um de propulsão Nuclear, o primeiro a ser fabricado deste tipo, no Brasil.
O humaitá é o segundo dos quatro e deverá estar pronto até o final do ano de 2022.

O primeiro submarino do programa foi lançado ao mar em 14 de dezembro do ano passado e foi batizado de Riachuelo (S40) e a previsão de sua prova de mar é para este ano.
A prova de mar do Humaitá (S-41) está previsto para 2020, o Tonelero (S42) em 2021 e o Angostura (S43) em 2022.

Veja também ! Corveta Inhaúma já está pintada para ser usada como alvo e está prevista para ser afundada em 18 de junho !

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)