Segunda seção do segundo submarino do PROSUB é transferida para a ICN em Itaguaí

ICN Itaguaí
 

Obras do segundo submarino convencional na ICN, em Itaguaí seguem de vento em popa e desta vez foi a vez da segunda seção ser transferida da Fábrica de Estruturas para o estaleiro da ICN, ambas em Itaguaí.

Na última quarta-feira, dia 29 de maio, foi realizada a operação de transferência via terrestre, da segunda das quatro seções do segundo submarino do PROSUB, que serão transportadas da UFEM para o Estaleiro de Construção do Complexo Naval de Itaguaí, o ICN, no rio de Janeiro.

O ICN, Itaguaí Construções Navais é a empresa responsável pela construção dos quatro Submarinos convencionais e também o primeiro Submarino movido a propulsão nuclear projetado e fabricado no Brasil.
Ambos os projetos fazem parte do programa de Submarinos (PROSUB) que é um acordo de cooperação Brasil-França que inclui transferência de tecnologia e treinamento de mão de obra na França.

Em 25/04 o Click Petróleo e Gás já havia publicado a transferência da primeira seção do submarino Humaitá (S-BR2), o segundo submarino do PROSUB (Programa de desenvolvimento de Submarinos) da Marinha brasileira.

Na ICN, a estrutura receberá a instalação de sensores e equipamentos e será feita todos os serviços de união às outras seções que devem ficar prontas e também transferidas até o final de junho deste ano.

O PROSUB

O PROSUB prevê a construção de quatro submarinos de propulsão convencional (Diesel-elétrico) e um de propulsão Nuclear, o primeiro a ser fabricado deste tipo, no Brasil.
O humaitá é o segundo dos quatro e deverá estar pronto até o final do ano de 2022.

O primeiro submarino do programa foi lançado ao mar em 14 de dezembro do ano passado e foi batizado de Riachuelo (S40) e a previsão de sua prova de mar é para este ano.
A prova de mar do Humaitá (S-41) está previsto para 2020, o Tonelero (S42) em 2021 e o Angostura (S43) em 2022.

O último submarino a ficar pronto será o (SN-BR) que será batizado de “Álvaro Alberto”, em homenagem ao Almirante Brasileiro que foi o pioneiro no uso da tecnologia nuclear no País.

Veja também ! IHM Stefanini participara da construção do primeiro submarino nuclear brasileiro !


Baixem também o aplicativo  Empregos e Noticiais CPG para Android na Playstore clicando aqui. Nele postamos informações e oportunidades exclusivas todos os dias.

Gostaria de compartilhar uma foto conosco da sua área de trabalho, vagas de empregos ( com as fontes), sugestões de pautas ou alguma outra informação importante do ramo de energia e empregabilidade? Entre em contato com a gente no Messenger aqui.

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki) inspecionando e acompanhando técnicas de fabricação e montagem de estruturas/tubulações/outfittings(acabamento avançado) para casco de Drillships