Terminal Portuário de Macaé recebe licença prévia e vai gerar cerca de 18 mil novas vagas de emprego

18 mil vagas de emprego porto Macaé

Somente na fase de implantação do Terminal, estão previstos cerca de 15.360 novas vagas de emprego sendo 5.360 diretos e 10 mil indiretos, além de quase 3 mil na fase de operação.

Boas notícias para Macaé, muitas vagas de emprego estão por vir com a entrega da licença prévia emitida pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) ao Terminal Portuário de Macaé (Tepor). A licença foi entregue pelo governador do estado do Rio, Wilson Witzel, nesta segunda-feira, 11 de novembro. Acompanhe o processo  clicando aqui.

Após seis ano, finalmente o empreendimento recebeu autorização. O projeto foi idealizado no ano de 2013, com o propósito de prestar solução integrada à cadeia de escoamento da produção e pré-tratamento de petróleo e gás.

Somente na fase de implantação do Terminal, estão previstos cerca de 15.360 novas vagas de emprego sendo 5.360 empregos diretos e 10 mil indiretos. Já na etapa de operação, serão 900 empregos diretos e cerca de 2 mil indiretos.

Witzel afirma,“Esta é mais uma entre outras ações que temos realizado para retomar o crescimento econômico do estado. Esta licença já deveria ter sido expedida, houve um imbróglio judicial, uma série de problemas que não podiam estar acontecendo, mas o Governo do Estado recebeu o problema em abril e em novembro já havia resolvido a questão. A nossa atitude é para os investidores a demonstração de um ambiente jurídico saudável.”

Foram determinadas algumas condições pelo Instituto Estadual do Ambiente, para a liberação da licença ao Tepor, uma delas é a destinação de área para conservação de aproximadamente mil hectares.

O Inea também exigiu programas de comunicação e interação social, de capacitação profissional e de apoio à pesca artesanal, entre outras medidas, também foram estabelecidas como exigência.

“O Estado do Rio de Janeiro assume uma retomada econômica responsável e competitiva e atenta às necessidades das futuras gerações”, afirmou Ana Lúcia Santoro, secretária de Estado do Ambiente e Sustentabilidade.

Segundo Lucas Tristão, secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, a entrega da licença prévia ao Tepor é a representação física da nova política defendida pelo governador a partir deste ano.

“Este foi um trabalho incansável de uma equipe interessada em gerar emprego e renda, em destravar o estado das amarras burocráticas e estabelecer um ambiente de negociações mais favorável e um ambiente regulatório atrativo para os investidores numa economia que nos últimos anos perdeu cerca de 500 mil postos de trabalho”, afirmou.

Confira abaixo o vídeo da cerimônia

Flavia Marinho

About Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e experiente na indústria de construção naval. OBS: Não contratamos, então não envie currículos! Informações sobre empregabilidade apenas no site.