Início Superando a crise, Brasil tem 8º maior crescimento do PIB no mundo em 2022, segundo levantamento da Austin Rating com 32 países, ficando à frente de grandes potências

Superando a crise, Brasil tem 8º maior crescimento do PIB no mundo em 2022, segundo levantamento da Austin Rating com 32 países, ficando à frente de grandes potências

9 de junho de 2022 às 13:12
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Austin Rating PIB Brasil Ranking mundial economia 2022
Brasil tem crescimento de 1% no PIB no primeiro trimestre de 2022 | Foto: Getty Images

Crescimento de 1% nesse primeiro trimestre de 2022 do PIB do Brasil trouxe o 8º lugar na classificação mundial

O levantamento feito pela companhia Austin Rating colocou o Brasil em 8º lugar no ranking com 32 economias mundiais em relação ao Produto Interno Bruto (PIB). Isso porque o país teve um crescimento de 1% no primeiro trimestre de 2022, o que traz muita esperança para o ano. O Brasil compartilhou esse lugar com México e Colômbia.

O crescimento de 1% é em relação aos três meses anteriores a esse primeiro trimestre de 2022, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse já é o terceiro resultado positivo em sequência, sendo que no primeiro trimestre de 2021 o crescimento chegou a 1,1%. Para entender um pouco mais sobre esses resultados, siga a leitura.

Artigos recomendados

Saiba mais sobre esse crescimento no PIB do Brasil em 2022 com o vídeo abaixo

Crescimento do PIB do Brasil é resultado da reabertura do comércio após a pandemia | Reprodução – Youtube: Jornal da Record

Grandes economias mundiais como Reino Unido, Austrália e Estados Unidos ficaram atrás do Brasil nessa classificação

Os países da América Latina se saíram bem nessa classificação e estão à frente de grandes potências como Estados Unidos, Austrália e Reino Unido. Em primeiro lugar ficou o Peru, com crescimento de 2% em seu PIB, seguido pelas Filipinas, que teve 1,9% e Canadá, com aumento de 1,6% no período. Conforme dito, o Brasil ocupa o 8º lugar, junto com México e Colômbia.

Todavia, países como China, Turquia e Tailândia ainda se posicionaram à frente do Brasil no ranking com percentuais entre 1,2 e 1,3% de crescimento. As grandes potências como Estados Unidos, França e Japão apresentaram retração na economia nesse começo de 2022, possivelmente decorrente da guerra entre Rússia e Ucrânia e da inflação que se sucede. A imagem abaixo traz o registro das 12 principais posições no ranking da Austin Rating.

Austin Rating PIB Brasil ranking economia mundial 2022
O Brasil divide o 8º lugar com México e Colômbia no ranking | Foto: G1 e Austin Rating

Embora seja um resultado promissor, as projeções do PIB do Brasil para o ano estão abaixo dos demais países que compõem o ranking

Apesar desse ótimo desempenho no começo do ano, especialistas da Austin Rating apontam que isso não deve se manter até o final do ano. A previsão é de que o avanço seja registrado em apenas 0,7% do PIB, o que está bem abaixo dos valores calculados para os demais países, um total de 3,2% no ano.

“Nesta foto o Brasil está bem, mas não deve sustentar esse mesmo desempenho até o final do ano. Vamos ter que esperar os próximos trimestres, quando todos os países já tiverem voltado a um padrão normal de crescimento, para ver como o Brasil se comporta nesse cenário de juros altos nos EUA, de continuidade da guerra na Ucrânia e de desaceleração da China”

Alex Agostini, economista-chefe da Austin Ratings, em entrevista ao Portal G1

Essa previsão é baseada no fato de que a inflação ainda é atuante e os juros estão em alta, além do cenário internacional desfavorável. A tendência é de que os Estados Unidos e a China despontem nos próximos meses e se sobressaiam no cenário mundial.

Porém, o banco Santander traz previsões mais otimistas, de 1,2% em 2022. Para 2023, o que se espera é uma grande ameaça de recessão, com retração de 0,6% no PIB. No entanto, isso pode mudar conforme o cenário internacional apresente mudanças, pois é o que vai ditar os resultados da inflação a nível nacional.

O documento com os resultados da Austin Rating pode ser acessado aqui.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes