Início Siemens Gamesa desbanca a gigante General Electric e comemora marco incrível: a maior e mais poderosa turbina eólica do mundo de 14MW e rotor de 222 metros começa a produzir energia

Siemens Gamesa desbanca a gigante General Electric e comemora marco incrível: a maior e mais poderosa turbina eólica do mundo de 14MW e rotor de 222 metros começa a produzir energia

10 de junho de 2022 às 09:56
Compartilhe
Siga-nos no Google News
turbina - eólica - usina - energia renovável - painéis solares - General Electric - Siemens - china - eua
Maior Turbina eólica do planeta / Fonte: Siemens Gamesa

Briga de gigantes: General Electric é desbancada por Siemens Gamesa, que comemora a primeira energia da sua turbina eólica, considerada a maior e mais poderosa do planeta!

A Siemens Gamesa desbanca a sua rival General Electric e atinge um novo marco para a energia eólica. Esta é a conexão com a rede da maior turbina eólica existente no planeta. O SG 14-222 DDD, cuja potência nominal é de 14 MW, que pode atingir 15 MW em uma versão otimizada com Power Boost, põe “no chinelo” a turbina Haliade-X de 12 MW da GE, atualmente conectada no Porto de Roterdã.

Leia também

Especificamente, o fabricante de turbinas eólicas instalou essa maravilha da tecnologia eólica em Osterild (Dinamarca), no centro de testes de energia eólica. Foi assim que a equipe da Siemens Gamesa conseguiu instalar o protótipo. Não perca, assista o vídeo abaixo:

Artigos recomendados

A maior e mais poderosa turbina eólica do planeta tem capacidade de 14 MW de energia, rotor de 222 metros e pás de 108 metros de comprimento

Ao aumentar o diâmetro do rotor para 222 metros, com pás de 108 metros de comprimento, a turbina eólica SG 14-222 DD gera até 25% mais AEP do que sua antecessora. A área de varredura atinge 39.000 metros quadrados.

Uma das grandes novidades desta turbina é que suas pás são totalmente recicláveis. A pioneira em tecnologia RecyclableBlade é baseada em nosso desenvolvimento, já comprovado da pá IntegralBlade®, e usa seu mesmo processo de fabricação, mas alterando o tipo de resina. A nova resina é tão forte e confiável quanto a anterior, mas com benefícios adicionais que permitem sua reciclagem. No final de seu ciclo de vida, os materiais na pá podem ser reutilizados em novas aplicações de fundição, após a separação.

Graças à tecnologia IntegralBlade®, cada pá de fibra de vidro é fabricada em uma única peça. Com este processo, pás de ótima qualidade, resistência e confiabilidade são obtidas.

A produção em série está agendada para 2024. Desta forma, a Siemens Gamesa supera a GE e seu Haliade-X de 12 MW conectados no Porto de Roterdã.

O maior aerogerador eólico do mundo será chinês: aerogeradores que a China planeja usar na construção de seu parque eólico mais ambicioso, são mais poderosas que o Haliade-X, da General Electric

O pulso mantido pelos Estados Unidos e China toca muitos bastões. A disputa fica acirrada entre essas duas superpotências globais, na qual nenhum outro país parece capaz de participar. Durante os últimos meses, ambas nações anunciaram o início de vários projetos de construção de parques eólicos, nos quais as maiores turbinas eólicas do planeta intervirão. Até 2023, os Estados Unidos esperam ter concluído um parque eólico hospedado em uma ilha pertencente ao estado de Massachusetts, que incorporará as monstruosas turbinas eólicas Haliade-X, da General Electric (GE). Assista o vídeo abaixo e conheça a turbina eólica chinesa

As turbinas eólicas que a China planeja usar na construção de seu parque eólico mais ambicioso, são ainda mais poderosas que o Haliade-X, da General Electric.

Esta turbina eólica tem uma altura de 260 metros, incorpora um gerador de 12 MW, possui um rotor de 220 metros e, segundo seus criadores, é capaz de produzir 67 GWh por ano,o que, no papel, permite abastecer até 16.000 casas. O Reino Unido usará essas mesmas turbinas eólicas no parque eólico que planejou construir no Dogger Bank, um enorme banco de areia localizado no Mar do Norte, a 100 km da costa leste da Grã-Bretanha.

As turbinas eólicas que a China planeja usar na construção de seu parque eólico mais ambicioso, são ainda mais poderosas que o Haliade-X, da General Electric. A empresa chinesa que está trabalhando neles, se chama MingYang Smart Energy,e sua nova turbina eólica, é chamada MySE 16.0-242, em uma referência muito óbvia, às características técnicas com as quais esta empresa aspira bater todos os recordes de geração de eletricidade, por energia eólica.

Relacionados
Mais recentes