Início Petróleo Brent volta a ser cotado acima de US$ 100 e tem alta acumulada acima de 58%: bolso do consumidor brasileiro está sendo prejudicado, veja como

Petróleo Brent volta a ser cotado acima de US$ 100 e tem alta acumulada acima de 58%: bolso do consumidor brasileiro está sendo prejudicado, veja como

2 de maio de 2022 às 07:32
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Petróleo Brent volta a ser cotado acima de US$ 100 e tem alta acumulada acima de 58%: bolso do consumidor brasileiro está sendo prejudicado, veja como - Fonte Canvas
Petróleo Brent volta a ser cotado acima de US$ 100 e tem alta acumulada acima de 58%: bolso do consumidor brasileiro está sendo prejudicado, veja como – Fonte Canvas




Em apenas um ano, ou seja, 52 semanas, o petróleo Brent teria saído de 64,57 para cerca de 139,13 dólares para cada um dos barris vendidos.

Durante essa segunda-feira, 02 de maio, o petróleo Brent estava atuando com queda de ao menos 2%, tendo o seu acumulado de valorização em apenas dois anos na faixa de 58%. É estimado que em apenas um ano, ele teria subido em ao menos 100%, ou seja, dobrado de preços. Isso impacta diretamente no bolso do consumidor brasileiro visto que uma grande parte da população brasileira, de acordo com o que é informado por dados que pertencem ao IBGE, conta com a renda mensal abaixo de dois salários mínimos (R$ 2,4 mil).  Em suma, essa variação teria sido ocasionada devido a guerra que está acontecendo entre a Rússia e a Ucrânia, em que Putin afirma que somente deverá parar com os ataques depois da assinatura de um acordo que irá impedir com que o país invadido faça parte de grupos como a Otan, que é pertencente aos Estados Unidos.

Aumento do Petróleo Brent assusta e gasolina já está a mais de R$ 7, podendo chegar até a R$ 10 no final do ano de 2022, consumidor sente prejuízo

Dependendo dos resultados das eleições previstas para acontecer em outubro do ano de 2022,  o preço do petróleo poderá cair ou aumentar de forma tão expressiva em nosso país que vai fazer com que a gasolina chegue a até R$ 10 por litro. Nas redes sociais, os internautas se mostram preocupados com a situação ao argumentar que antigamente, se pagava na faixa de R$ 200 para conseguir encher o tanque do carro e que agora nem mesmo usando R$ 400 se consegue fazer isso. 

Artigos recomendados

Em Santa Catarina, desde o ano de 2021, o governador, Carlos Moisés, já teria assinado um projeto que iria permitir que se houvesse a mudança das bombas de combustíveis para que o valor do litro pudesse  ser cotado a mais de dez reais. 

Qual o valor que o barril do petróleo está sendo cotado hoje? Agora, o valor do barril do ́ petróleo está contando com uma cotação na faixa de 107,14 dólar por litro tendo em vista uma negociação de ao menos mil barris por compra. Esse é um dos tetos mais altos do dia e pode aumentar durante a semana de acordo com os conflitos geopolíticos. 

O dólar voltou a subir e o cenário, que até então se mostrava bastante promissor, parece incerto 

Durante o pregão da última sexta-feira, 29 de abril, o dólar terminou sendo contado com alta a uma faixa de R$ 4,97. Em suma, a moeda teria caído durante os conflitos que estavam acontecendo entre a Ucrânia e a Rússia. Outro aspecto que estava fazendo com que a moeda começasse a cair de forma ainda mais expressiva era sobre o aumento da taxa Selic, que fez com que os juros básicos fossem para ao menos 11,75%. Ou seja, o cenário brasileiro, quanto aos investimentos em renda fixa e tesouro direto, está se mostrando a cada dia mais promissores e de alta expectativa. 

A taxa Selic teria sido aumentada pelo ministro da Economia, liderado por Paulo Guedes, e o Banco Central do Brasil com o intuito de atrair mais investidores em dólar e conseguir controlar o câmbio. No entanto, parece que apenas as classes mais baixas, a do consumidor, estão sendo prejudicadas com  a situação visto que os empréstimos e financiamentos estão ficando cada vez mais caros e inviáveis. Outro aspecto que se deve salientar é sobre a maior rigidez dos bancos para emprestar o dinheiro. 


Relacionados
Mais recentes