Home > Sem categoria

Petrobras perfura o primeiro poço de Uirapuru, no pré-sal de Santos e inicia nova perfuração na Bacia de Sergipe

Paulo Nogueira
por
-
13-11-2019 06:31:35
em Sem categoria
Petrobras petróleo pré-sal Santos Sergipe

A Petrobras está focada no pré-sal de Santos e em Sergipe. Desde 2010, a companhia já perfurou 39 poços em águas profundas de Sergipe.

Nesta segunda-feira, 11 de novembro, Petrobras deu início a perfuração do primeiro poço de Uirapuru, bloco no pré-sal da Bacia de Santos, a perfuração estava prevista para 2020, mas as operadoras parceiras da estatal resolveram adiantar o cronograma. Campos de petróleo Búzios e Itapu arrematados pela Petrobras devem gerar 50 mil novos empregos.

O poço exploratório em Uirapuru, fica próximo ao Carcará e foi contratado na 4ª rodada de partilha, de 2018. A campanha é feita com a sonda West Tellus, da Seadrill.

A Petrobras é operadora de Uirapuru, com 30% do contrato;  suas parceiras Equinor (28%), ExxonMobil (28%) e Petrogal (14%), uma joint venture entre a portuguesa Galp e a chinesa Sinopec.

Uirapuru foi o principal bloco ofertado, na 4ª rodada do pré-sal, com bônus de assinatura de R$ 2,65 bilhões e contratado pelo consórcio com uma oferta alta de participação do resultado da produção (a partilha do lucro-óleo), de 75,49%.

Segundo a estudos, espera-se que Uirapuru contenha cerca de 7,8 bilhões de barris de petróleo de alta qualidade ao Nordeste de Carcará, além de conter reservas extraordinárias de gás natural, com níveis inferiores de dióxido de carbono, se comparamos com o pré-sal de Mero e Lula, operados pela Petrobras e a Total respectivamente.

Petrobras  perfura o 5º poço este ano e está focada no pré-sal de Santos e em Sergipe. A campanha em Sergipe é feita com a Petrobras 10.000, sonda da Transocean.

O Governo de Sergipe informou nesta segunda-feira, 11, que foi iniciada uma nova perfuração por parte da Petrobras, no bloco SEAL-M-424, na Bacia de Sergipe-Alagoas. Bloco foi adquirido na 6ª rodada de licitações da ANP.

O poço é o sétimo perfurado no SEAL-M-424 desde 2012 pela Petrobras e o terceiro feito pela petroleira na bacia este ano em águas profundas de Sergipe, onde fez grandes descobertas de petróleo e gás natural e agora trabalha para delimitar a extensão dos futuros campos.

O primeiro (3-BRSA-1367-SES) foi perfurado em março, e o segundo (3-BRSA-1368-SES), em junho. Na primeira perfuração, foram encontrados indícios de petróleo e gás.

“Vamos aguardar confiantes o resultado desta perfuração e ver se teremos a confirmação de novos campos ricos em petróleo e gás em nossa costa”, disse o secretário de estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia de Sergipe, José Augusto Carvalho.

Desde 2010, a companhia já perfurou 39 poços em águas profundas de Sergipe. Também busca um sócio para comprar parte dos campos e pretende instalar duas plataformas FPSOs na região.

 

 

 

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.