Petrobras e Açú Petróleo assinam contrato que pode dobrar escoamento no Porto do Açú

Açu petróleo Petrobras Porto do Açú

A Petrobras e a Açú Petróleo assinaram um acordo que pretende elevar o volume de barris de petróleo escoados através do terminal particular da estatal no Porto do Açú. O prazo inicial será mantido, ou seja, até 2021 para até 100 milhões de barris.

Esta cooperação foi iniciada em 2019 e já registrou recordes para ambas as empresas. Hoje em dia, a Petrobras tem seus próprios terminais para operar a logística de suas exportações. No mesmo período, apenas o Porto do Açú chegou a operar 15% das exportações da estatal petroleira.

Em abril de 2020, apesar da pandemia, um volume recorde 23% maior foi registrado em movimentações de exportação de petróleo.

“Este contrato com a Petrobras reforça o fato de que o Terminal da Açu Petróleo é hoje uma das melhores opções  de exportação de óleo do Brasil. Isso ocorre por dois motivos: a localização estratégica do Açu, próximo das bacias de Santos e de Campos, e a segurança oferecida pelo terminal para a realização de operações de transferência de óleo, já que elas são feitas em um ambiente abrigado, garantindo uma maior previsibilidade e eficiência . Contamos com uma das melhores infraestruturas portuárias do mercado nacional”, diz Victor Snabaitis Bomfim, CEO da Açu Petróleo.

Por mais incrível que pareça, 25% de todo o petróleo brasileiro exportado é movimentado através do Porto do Açú em contratos sólidos com grandes operadoras, entre elas estão as empresas Rapsol, Equinor, Total, Petrogal e Shell, incluindo a própria Petrobras. Assim que iniciada suas atividades, a Açú Petróleo executou mais de 170 operações de Transbordo, aproximando-se de 170 milhões de barris até hoje.

Espera-se crescimento exponencial das operações nos próximos anos. Há previsão para construir um parque de tancagem e dois oleodutos de 40 km que vai interligar o terminal de Barra de Furado, na cidade de Quissama, RJ e também outras redes de dutos da Petrobras ao Açú, fornecendo matéria prima (petróleo crú) para as refinarias Reduc e Regap.

Sobre a Açu Petróleo

Parceria da Prumo Logística com a alemã Oiltanking, o terminal da Açu Petróleo no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ),realiza operações de transbordo de petróleo em área abrigada por quebra-mar. É o único terminal privado brasileiro com capacidade para receber navios da classe VLCC (Very Large Crude Carrier), que tem capacidade de armazenamento de até 2 milhões de barris de óleo cru. Com 25 metros de profundidade e moderna infraestrutura, tem capacidade e é licenciado para movimentar até 1,2 milhão de barris de petróleo por dia.

Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.
fwefwefwefwefwe