Mercado Livre tem projeto ambicioso na América Latina e abre mais de 7000 vagas de emprego para candidatos com e sem experiência de ensino fundamental a superior

Mercado livre - vagas de emprego - bolsas de estudo - curso de tecnologia Mercado Livre / Fonte: Reprodução Google

Mercado Livre, o gigante de e-commerce está com um projeto ambicioso de expansão e vai abrir 16 mil vagas de emprego na América Latina

O gigante de e-commerce Mercado Livre, vai abrir vagas de emprego em toda América Latina, com a ideia de dobrar o tamanho da operação em 2021. No total, serão 16 mil novos postos de trabalho, dos quais 7200 serão destinados ao Brasil. Além disso, a meta da companhia é investir R$ 10 bilhões no País, principalmente nas áreas de logística e fintech.

Leia também

A ideia do Mercado Livre é fortalecer a sua rede logística e áreas de TI, serviços financeiros e produtos. Atualmente, o gigante de e-commerce tem 15.545 funcionários, sendo que a contratação de 16 mil novos empregados poderia dobrar a operação. O maior impacto será na área de logística, onde a companhia quer quadruplicar o quadro.

Quem pode se inscrever nas vagas de emprego abertas pelo gigante do e-commerce

Patrícia Monteiro, diretora do setor de contratações do Mercado Livre no Brasil, explica que a companhia está em busca de diversidade: “Acreditamos que essa diversidade é poderosa para impulsionar nossa vocação para a inovação e tecnologia, e também para contribuir com um ciclo novo de reconstrução da economia pós-pandemia”.

Inscrição: As vagas para o Brasil estarão disponíveis aqui, e as outras da América Latina serão postadas na página do Linkedin da Mercado Livre e em uma página específica da companhia em espanhol.

Na página brasileira você pode filtrar as vagas por cargos e são três: Analista/Consultor; Auxiliar/Operador e Logística/Distribuição. Os postos estão distribuídos nas principais capitais e cidades onde a companhia opera no Brasil.

Mercado livre oferece 2500 bolsas de estudo para curso de tecnologia; garanta a sua vaga!

Mercado Livre e a Globant oferecem 2500 bolsas de estudo para curso de tecnologia. As primeiras 250 bolsas vão priorizar mulheres, pessoas não-binárias, negros e ex-alunos do ensino público.

O curso de educação em tecnologia pretende formar, em dois anos, 10 mil profissionais na área. O objetivo é fornecer 2500 bolsas de estudo na América Latina, sendo 700 delas apenas no Brasil.

Requisitos: Não há critério de renda na seleção, para concorrer o aluno precisa ter mais de 16 anos e ter ensino médio completo

O valor do primeiro ano do curso no Brasil é de R$ 16.800 e, com a bolsa, o aluno poderá pagar R$ 840 (em parcelas). A seleção após a inscrição envolve uma série de testes e entrevistas.

Inscrição: Interessado podem se inscrever até o dia 14 de abril pelo site digitalhouse

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe