Leilões dos campos de petróleo Atapu e Sépia do pré-sal são adiados

pré-sal, petróleo Plataforma de petróleo

Segundo o ministro do MME, o governo ofertará novamente em novembro deste ano os campos de petróleo Sépia e Atapu, no pré-sal da Bacia de Santos

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, informou que o governo voltará a fornecer os blocos de óleo e gás de Sépia e Atapu do pré-sal, em novembro deste ano, em troca da transferência dos direitos remanescentes em nova rodada de licitações. Anteriormente, o leilão estava previsto para ser realizado em junho.

Leia ainda outras notícias do dia:

A Petrobras fechou contrato de cessão de direitos com o governo em 2010 e teve o direito de produzir até 5 bilhões de barris de óleo em determinada área. Porém, os valores na região superam e com isso a aliança busca novos leilões.

Bento Albuquerque, disse em entrevista em vídeo transmitida pela MegaWhat, que “Trabalhamos o ano todo de 2020 nas recomendações do Tribunal de Contas da União (para o leilão de Sépia e Atapu)… cumprindo o cronograma que estabelecemos”.

Anteriormente, o governo licitou quatro sobras de cessão de direitos em 2019, mas as áreas Sépia e Atapu não receberam nenhum lance.

O ministro ainda calculou que a não participação no leilão trará ao Brasil um “custo de oportunidade” de R$ 18 bilhões por ano, um investimento que o país não receberá.

“Não podemos perder essa possibilidade. Só nessas duas áreas são previstos investimentos de 220 bilhões de reais, daí a importância de nós viabilizarmos, e vamos viabilizar, esse leilão em 2021”, conclui.


Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos