Exxon, que planeja sua entrada no mercado brasileiro, declara suas novas metas para descarbonização , evitando cortes mais drásticos como as grandes petroleiras Européias

Jordan Florio de Oliveira
por
-
02-12-2021 19:04:47
em Petróleo, Óleo e Gás
exxon descarbonização




A Exxon, depois de uma modificação conselho, muda suas metas de descarbonização e anuncia seus investimentos para os próximos anos.

A Exxon aumentou suas metas de descarbonização de acordo com a quantidade petróleo extraída, indo relativamente na contramão do que suas concorrentes europeias quando o assunto é descarbonização efetiva.A petroleira começou a ser mais ativa  nos aspectos ecológicos depois  que a empresa perdeu cadeiras no conselho deliberativo em uma disputa por procuração contra o fundo acionário chamado Engine Number One, que ocorreu no meio do ano, para a surpresa de muitos no mercado.

Apesar da mudança, ainda existe insatisfação em relação às ações da gigante estadunidense em relação à descarbonização do mercado e a necessidade de aproveitar esse momento de transição para manter o valor da empresa, mesmo com a mudança do foco dos combustíveis fósseis para alternativas verdes.

Andrew Logan, diretor Sênior de óleo e gás do Ceres Road map for sustainability e co-coordenou a ação dos investidores contra a diretoria da Exxon disse, em tradução livre, que “é difícil encontrar qualquer sinal de que houve qualquer melhora nas atitudes da empresa a respeito das mudanças climáticas com a nova eleição do Conselho, embora seja cedo para concluir.”

Por que a meta de descarbonização da Exxon está sendo tão criticada?

As novas metas de descarbonização da Exxon estão sendo criticadas por serem medidas relativas e, além de tudo, não se responsabilizam pelas emissões causadas diretamente pelo seu produto.

A Exxon prometeu diminuir a intensidade de emissão de gases estufa quem entre 20 e 30% até 2030. Apesar de ainda ser uma meta maior do que a proposta anteriormente, ela continua sendo criticada por condicionar a diminuição da emissão a quantidade de petróleo extraído e beneficiado. 

Ou seja, se a extração e produção de petróleo diminuírem, pode ser que a Exxon não diminua em nada suas emissões, em números exatos.

Exxon descarbonização
A descarbonização é uma realidade cada vez mais necessária, o que vai incluir os setores de combustíveis. Fonte da imagem:HCC energia solar

Além disso ela está apenas se propondo a diminuir suas próprias emissões de gases estufa, não assumindo como por exemplo outras grandes do petróleo europeu a responsabilidade também pela emissão de gases estufa produtos vendidos.

O compromisso de diminuir a quantidade de combustíveis fósseis no mercado foi assumido, por exemplo, pela Shell e pela BP, como parte do esforço conjunto de descarbonização do mundo.

Os lucros da Exxon em seus investimentos em atividades de descarbonização e captura de carbono

Exon andou enfrentando um surto de lucratividade no último ano, amplamente motivado pelo aumento dos valores do petróleo e do gás.

Apesar de toda essa lucratividade, os valores de investimento em novas tecnologias limpas não são tão expressivos. Existe uma previsão de investimento de US$15 bilhões até 2027 em pesquisas de redução de carbono.Pode parecer muito, mas esses 15 bilhões são muito pouco perto dos 35 bilhões totais que estavam planejados em investimentos antes da pandemia.

Muitos dos investimentos da estadunidense serão no Texas, Novo México e também na América do Sul, na Guiana e eventualmente em projetos no Brasil.

Exxon investimentos no Brasil
O leilão do pré-sal pode ser mais uma porta de entrada de investimentos da Exxon no Brasil

 Já dos 15 bilhões para pesquisa de descarbonização, muito desse valor será investido na descarbonização das operações atuais, com tecnologias de captura de carbono, enquanto isso existem também investimentos em biocombustíveis e hidrogênio.

Investimentos da Exxon no Brasil

A Exxon vem demonstrando interesse em diversos investimentos no Brasil. Desde a exploração do Campo do Bacalhau e em outras frentes, a empresa vê o país como uma boa aposta na produção de petróleo com menos emissões de carbono.

O leilão do pré-sal, que está previsto para acontecer no dia 17/12, pode ser mais uma chance dessa empresa estender seus investimentos no país, já que a empresa foi aprovada para participar do leilão pela ANP ( Associação nacional do Petróleo).

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Jordan Florio de Oliveira
Especialista em marketing de conteúdo multidisciplinar. Minha missão e comunicar de forma inteligente e interessante, simplificando o complicando e sempre em busca da verdade.