Equinor contrata Baker Hughes, Halliburton e Schlumberger para perfuração e serviços de poços de petróleo, no campo de Bacalhau

Flavia Marinho
por
-
10-11-2020 15:46:17
em Petróleo, Óleo e Gás
bacalahu - Equinor A norueguesa Equinor concedeu contratos bilionários à Baker Hughes, Halliburton e Schlumberger para perfuração e serviços de poços no Brasil

A norueguesa Equinor concedeu contratos bilionários à Baker Hughes, Halliburton e Schlumberger para perfuração e serviços de poços no Brasil

A empresa de petróleo norueguesa Equinor fechou acordos com Baker Hughes, Halliburton e Schlumberger para atividades de perfuração e poços no campo de Bacalhau, no Brasil. Procurando emprego? 255 vagas de emprego de nível fundamental, médio e técnico para contratos Petrobras offshore e onshore em Macaé e Espírito Santo

Leia também

De acordo com nota da norueguesa nesta terça-feira (10/11), são três contratos para o campo de Bacalhau no valor estimado em 455 milhões de dólares. Além da 40% (operadora), o campo de Bacalhau tem como sócias norte-americana ExxonMobil 40% e a portuguesa Petrogal 20% e Pré-sal Petróleo SA (PPSA, Órgão Governamental não investidor).

A contrato com a Baker Huges prevê serviços de perfuração e completação, enquanto a Halliburton fará atividades de intervenção e suspensor de linha e a Schlumberger ficará responsável por serviços de cabos.

Os negócios observam um compromisso de conteúdo local previsto de 74%, explicou a Equinor, acrescentando que o Brasil é “uma área-chave” para a companhia.

Ainda de acordo com a empresa, o projeto de Bacalhau está em fase de maturação e deverá ter uma decisão final de investimento no próximo ano.

Sobre o Campo de Bacalhau

  • A descoberta foi realizada pela Petrobras em 2012
  • Equinor é operadora desde 2016
  • Bacalhau será o primeiro empreendimento greenfield no pré-sal desenvolvido por operadora internacional
  • Localizada a uma distância de 185 km do litoral do município de Ilhabela, no estado de São Paulo, em lâmina d’água de 2.050 metros
  • Capacidade de desenvolvimento da Fase 1 de 220.000 bbls/d
  • A primeira produção de petróleo está planejada para 2024

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe