Início Elon Musk demonstra interesse em fazer investimentos no Centro de Lançamento de foguetes e satélites de Alcântara (CLA), no Maranhão

Elon Musk demonstra interesse em fazer investimentos no Centro de Lançamento de foguetes e satélites de Alcântara (CLA), no Maranhão

26 de maio de 2022 às 19:27
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Elon Musk - Maranhão - Bolsonaro - Tesla - Centro-de-Lancamento-de-foguetes-e-satelites-de-Alcântara - investimentos
Ilustração Elon Musk e Bolsonaro – créditos: Blog Joerdson Rodrigues

Elon Musk planeja, além da Amazônia, aplicar investimentos no Centro de Lançamento de Foguetes e satélites de Alcântara (CLA).

O Bilionário Elon Musk esteve no Brasil na última sexta-feira (20) para uma visita e revelou aos políticos, empresários e autoridades do Governo Federal seu interesse em fazer investimentos em vários setores. Desse modo, uma das áreas que o dono da Tesla planeja investir é na aeroespacial, principalmente, no Centro de Lançamento de foguetes e satélites de Alcântara (CLA), situado no Maranhão. Com patrimônio aproximado de US$ 250 bilhões, Elon Musk conta em seu portfólio, a empresa SpaceX, focada na exploração espacial, e a Tesla, montadora de carros elétricos, além de empreendimentos de trens de alta velocidade, entre outros.

Os objetivos de Elon Musk no Maranhão

Uma das primeiras parcerias anunciadas pelo Governo Federal será através da Starlink, empresa de Elon Musk na área de telecomunicações. O objetivo é disponibilizar internet via satélite da empresa.

Artigos recomendados

Através da empresa, o equipamento também será utilizado no monitoramento da floresta amazônica e conectar 19 mil escolas em áreas rurais. Em janeiro do último ano, a empresa de Musk recebeu a aprovação da Anatel para operar no país até 2027. Braço da SpaceX, a Starlink é especializada em colocar satélites em baixa órbita e com experiência em conectar desertos e florestas.

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

O interesse de Elon Musk em realizar investimentos no setor aeroespacial brasileiro, ainda mais no Centro de Lançamento de foguetes e satélites de Alcântara (CLA), teve grande repercussão no Maranhão e na mídia nacional. Segundo o Jornal O Estado de S. Paulo, um dos locais mais atrativos para investimentos no Brasil, para Musk, é o Centro de Lançamento de Foguetes de Alcântara (CLA), no Maranhão. A região, próxima da linha do Equador, é um dos campos de decolagem mais almejados por empresas e agências do setor aeroespacial.

As ótimas condições do Centro de Lançamento de foguetes e satélites de Alcântara (CLA) incluem a trajetória de lançamento e a distância da órbita terrestre, resultando na economia de combustível. Para a SpaceX, que se notabilizou pela redução nos custos de viagens espaciais, uma futura parceria com a CLA, do Maranhão, poderia ser uma grande vantagem.

CLA fecha parceria com empresa sul-coreana

No início deste mês, a Innospace e o Centro de Lançamento de foguetes e satélites de Alcântara (CLA) fecharam uma parceria para o primeiro lançamento suborbital em dezembro deste ano.

A iniciativa servirá como teste para um foguete de estágio único que conta com aproximadamente 16,3 metros de altura e é nomeado de HANBIT-TLV. Este teste servirá como base para o lançador de satélites da empresa, que recebeu o nome de HANBIT-Nano, projetado para levar uma plataforma de carga útil de até 50 kg para uma órbita polar, cruzando os polos do planeta a cerca de 500 km de altitude.

A vinda de Elon Musk ao Brasil

Elon Musk chega ao Brasil para encontro com Jair Bolsonaro | CNN/Youtube

Elon Musk esteve presente no Brasil para um encontro com o presidente Jair Bolsonaro, no interior de São Paulo. O encontro teve como foco a conectividade e o meio ambiente, envolvendo a região da Amazônia. Um dos objetivos de Musk, é realizar investimentos em satélites para internet 5G, no estado.

Tais investimentos se tratam de uma constelação de 4 mil satélites de baixa órbita que serão lançados a uma distância de aproximadamente 500 km de altitude, o que é bem próximo à Terra, em comparação aos satélites mais comuns, que orbitam a uma distância de 35 mil km.

Relacionados
Mais recentes