BNDES aprova compra de parque de energia eólica da Omega Geração de 583 MW

Valdemar Medeiros
por
-
29-11-2020 13:21:17
em Energia Renovável
BNDES - energia eólica - Omega Geração Parque de energia eólica

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) autorizou a transferência do controle do pólo de energia eólica de Chui, de 582,8 MW, para a Omega Geração SA, anunciada nesta quarta-feira.

De acordo com um comunicado anterior da Omega geração, a empresa brasileira de energia renovável está comprando o ativo de energia eólica da distribuidora de energia doméstica Eletrobras por aproximadamente R $ 1,5 bilhão (USD 281,7 milhões / EUR 236,4 milhões), incluindo assunção de dívidas por partes do BNDES.

Leia também

Eletrobras junto ao BNDES vende participação em energia eólica

Mais especificamente, a Eletrobras vendeu uma participação de 78% na Eólica Santa Vitoria do Palmar e uma participação de 99,99% nas sociedades de propósito específico (SPEs) Hermenegildo I, II, III e Chui IX.

Em setembro, a Omega geração recebeu do órgão regulador da concorrência brasileiro CADE a aprovação sem quaisquer restrições para esta transação de energia eólica, em uma afirmativa do BNDES. O fechamento ainda está sujeito ao sinal verde do Banco de Desenvolvimento Regional do Extremo Sul (BRDE) junto ao BNDES, que deve acontecer antes do final do ano. Regional do Extremo Sul (BRDE) junto ao BNDES, que deve acontecer antes do final do ano.

Omega Geração adquiriu metade dos parques eólicos da Bahia em Agosto

A empresa de energia renovável Omega Geração (OMGE3) anunciou em agosto um acordo vinculante para aquisição de fatia de 50% em parques eólicos da francesa EDF Renewables na Bahia, além de negociações para possível compra de novos projetos.

O negócio pelos complexos de energia eólica Ventos da Bahia 1 e 2, que totalizam 182,6 megawatts em capacidade, foi avaliado em 661,7 milhões de reais, incluindo dívidas, sendo que a Omega geração pagará 55% do valor em caixa e o restante envolve assunção do endividamento de longo prazo dos ativos, disse a empresa em comunicado.

Em paralelo, a companhia informou que tem realizado due diligence com exclusividade de um portfólio de projetos para energia eólica com 265 megawatts em capacidade, em avaliação com prazo até dezembro, período durante o qual pode apresentar uma oferta vinculante pelos ativos.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe