Início Warren Buffet investe R$ 2,7 bilhões em petroleira após queda nos preços do petróleo

Warren Buffet investe R$ 2,7 bilhões em petroleira após queda nos preços do petróleo

29 de junho de 2022 às 15:24
Compartilhe
Siga-nos no Google News
petróleo, combustíveis, Brasil
Fonte: Pixabay

Warren Buffett, investidor bilionário, adquiriu 9,5 milhões de ações da petroleira Occidental Petroleum após recente baixa do petróleo

Após a recente baixa dos preços do petróleo, o investidor bilionário Warren Buffett esteve mais uma vez aproveitando o momento para adquirir novas ações. Na semana do dia 25 de junho, o seu amontoado de investimentos Berkshire Hathaway consumiu US$ 530 milhões (R$ 2,7 bilhões) ao comprar 9,5 milhões de ações da petroleira Occidental Petroleum, uma de suas companhias de energia preferidas.

Depois de uma onda de aquisições que teve início no final de fevereiro, o conglomerado de investimentos de Buffett atualmente conta com cerca de 152 milhões de ações da petroleira Occidental, uma fatia de 16,3%, o equivalente a quase US$ 8,5 bilhões (R$ 44,2 bilhões), tornando o conglomerado de Buffett o maior acionista da petroleira.

Artigos recomendados

Contudo, ao contrário do que se esperava, as ações da petroleira Occidental Petroleum não subiram com o investimento de Buffett anunciado nesta quinta-feira, 23. Apesar da estabilidade das ações, a petroleira permanece sendo uma das que mais possuem ações com melhor desempenho em 2022, visto que suas ações acumulam uma alta de mais de 90% graças ao aumento dos preços do petróleo, que mantiveram sua alta até meados do atual mês de junho.

Muito embora o petróleo tenha tido uma valorização exponencial, tendo seu preço disparado, atingindo uma alta de quase US$ 140 (R$ 728) o barril desde o início da guerra na Rússia no final do mês de fevereiro, os preços do combustível tiveram uma queda este mês, e as ações das petroleiras reduziram alguns de seus importantes ganhos no início de 2022.

Preço do petróleo teve uma queda no mês de junho

O preço do petróleo manteve-se em queda desde a última quinta-feira, 23. No West Texas Intermediate, o preço do benchmark americano estava em aproximadamente US$ 105 (R$ 546) o barril, superando os US$ 120, ou R$ 624, do início do mês de junho. Ao passo que o petróleo Brent, referência internacional, era negociado a US$ 110, R$ 572, o barril.

Buffett diz que o aumento dos preços do petróleo e do gás não vão terminar tão cedo e também revela que tem usado as inclinações dos preços do petróleo recentes como oportunidade de investimento.

Petroleiras alcançam resultados satisfatórios mesmo diante da queda dos preços do petróleo

As petroleiras do S&P 500 tem alcançado um melhor desempenho diante das quedas generalizadas dos preços do petróleo que ocorreram este ano, crescendo mais de 20% enquanto o índice acumula perdas de 20%. Apesar de alguns especialistas concordarem que as petroleiras estão obtendo lucros volumosos, outros dizem que os preços do petróleo podem ter alcançado o seu ápice e poderão começar a cair no ano seguinte.

Como diz o analista sênior de mercado da Oanda, Edward Moya, “a volatilidade do petróleo permanecerá elevada agora que estão surgindo opiniões opostas sobre os preços ao final do ano”. Os preços do petróleo estão ante a temores de uma crise global de combustíveis e também diante da inflação alta.

A outra petroleira favorita de Buffett é a Chevron, com ações que tiveram uma alta de mais de 18% em 2022. Com uma parte de aproximadamente US$ 26 bilhões, cerca de R$ 135,2 bilhões, é uma das empresas que compõem a maior parte do portfólio de Buffett, ficando atrás somente da Apple e do Bank of America.

Buffett ocupa o nono lugar entre as pessoas mais ricas do mundo, com um patrimônio líquido de US$ 92,1 bilhões, aproximadamente R$ 478,9 bilhões, de acordo com estimativas da Forbes.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes