Início Petrobras, a maior petroleira do Brasil, investirá R$ 10 milhões em projetos que valorizam a cultura brasileira

Petrobras, a maior petroleira do Brasil, investirá R$ 10 milhões em projetos que valorizam a cultura brasileira

5 de julho de 2022 às 07:28
Compartilhe
Siga-nos no Google News
petrobras - investimentos - Rio de Janeiro - São Paulo
Foto Petrobras

Chamada pública do Programa Petrobras Cultural divulga 15 iniciativas contempladas

Samba carioca e capixaba, línguas indígenas, música afro-brasileira maranhense, Movimento Armorial de Ariano Suassuna… A diversidade de projetos selecionados na chamada pública Petrobras Cultural – Múltiplas Expressões, cujo resultado foi divulgado na última terça-feira (21/06), reflete o mosaico cultural brasileiro.

Voltada para projetos desenvolvidos em museus e instituições culturais, a chamada selecionou iniciativas em 10 estados brasileiros, com atividades como festivais e exposições que valorizam as diversas expressões da cultura nacional, incluindo arte, cultura popular, folclore, regionalidades e temas históricos. Os projetos ocorrerão em 15 espaços culturais do país e receberão investimentos de R$10 milhões, juntando-se aos 54 patrocínios vigentes do Programa Petrobras Cultural.

“Acreditamos que incentivar projetos que valorizam a riqueza cultural do Brasil é uma importante participação da companhia na sociedade. O resultado é uma contribuição contínua não só para viabilizar os projetos e o acesso do público: estimulamos toda a cadeia produtiva do setor, que envolve eventos, comércio, empregos e turismo, gerando impacto positivo na economia”, afirma a gerente executiva de comunicação da Petrobras, Fernanda Bianchini.  

Artigos recomendados

Os projetos vencedores incluem atividades educativas e ações de acessibilidade

Todas as iniciativas participantes da chamada “Petrobras Cultural – Múltiplas Expressões” contam com apoio de leis de incentivo à cultura e passaram por um processo rigoroso de avaliação, em que foram analisados mais de 400 projetos, com a participação de especialistas do setor cultural e da Secretaria de Comunicação do Governo Federal, observando os critérios do edital. Integraram a comissão de avaliação, que selecionou os projetos da chamada, a artista plástica Elaine Pinheiro, especialista em produção de exposições em instituições culturais; o pesquisador e historiador de artes Francisco Dacol, atual diretor-curador do Museu de Arte do Rio Grande do Sul; Joana Corrêa, doutora em Antropologia, especialista em gestão cultural; e a historiadora Tânia Rodrigues, Gerente do Núcleo Enciclopédia, do Itaú Cultural.

Os projetos vencedores incluem atividades educativas e ações de acessibilidade, transmitindo informação e conhecimento com incremento da experiência do público nos espaços culturais. A seleção por meio de chamada pública reforça a transparência da Petrobras nos seus processos de escolha de patrocínios, focada em segmentos específicos da cultura.  

Confira abaixo os projetos selecionados:

São Paulo: Ronoel Simões: a singularidade no violão brasileiro (São Paulo/SP): Atividades no Centro Cultural São Paulo para divulgação da Coleção Ronoel Simões, um dos maiores acervos de partituras e gravações de violão dedilhado do Brasil.

Exposição de Línguas Brasileiras (São Paulo/SP): Exposição temporária no Museu da Língua Portuguesa com foco em línguas indígenas.

Salão do Artesanato – Raízes Brasileiras (São Paulo/SP): Evento que inclui exposições, apresentações e oficinas de artesanato e arte popular de todo o Brasil, com exposição de mais de 40 mil peças artesanais, no Pavilhão da Bienal de São Paulo.

Rio de Janeiro: Casa da Cultura de Paraty – Exposição (Paraty/RJ): Exposição presencial e virtual sobre a história da cultura de Paraty, com atividades educativas para escolas.

Rolé Carioca visita Museu Histórico Nacional (Rio de Janeiro/RJ): Programa educativo e atividades em comemoração aos 100 anos do Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro, com visitas mediadas para escolas, professores e público. Integra o circuito de atividades do Bicentenário da República.

“Aos Heróis da Liberdade” (Rio de Janeiro/RJ): exposição temática com experiências imersivas no Museu do Samba, no Rio, com a história da população negra contada através de sambas.

Paisagens fluminenses: imagens e formas (Rio de Janeiro/RJ): Exposições artísticas e atividades educativas na Casa França Brasil, sobre movimentos e artistas de impacto na região.

Amazonas / Rio de Janeiro: Vozes da Natureza (Manaus/AM, Rio de Janeiro/RJ): Série de concertos em diferentes formações, com temática da relação entre música e a natureza brasileira, no Teatro Amazonas e no Jardim Botânico do Rio, juntando música, tecnologia e sons da natureza.

Espírito Santo: Samba que Eu Quero Ver – Mostra Cultural de Bamba de Vitória (Vitória/ES): Mostra cultural sobre a história do samba capixaba no Palácio Cultural Sônia Cabral.

Minas Gerais: Instituto Inhotim – Exposição Abdias do Nascimento – Atos III e IV (Brumadinho/MG): Exposição no Instituto Inhotim sobre a obra do artista Abdias do Nascimento, em parceria com o Museu da Arte Negra.

Cora do Rio Vermelho visita Minas Gerais (Belo Horizonte/MG, Juiz de Fora/MG, Uberlândia/MG, Tiradentes/MG): Espetáculo com apresentações, debates e oficinas sobre a obra da poeta e contista goiana Cora Coralina, com produção de documentário sobre histórias da vida na zona rural. No SESC Palladium, em BH, Teatro Paschoal Carlos Magno (Juiz de Fora), Centro Cultural Yves Alves (Tiradentes) e no Teatro Municipal de Uberlândia.

Rio Grande do Sul: Plano Plurianual de Atividades Culturais 2021-2022 Fundação Iberê (Porto Alegre/RS): Programação de atividades artísticas e socioeducativas na Fundação Iberê Camargo, integrando as comemorações dos 250 anos da cidade.

Maranhão: I Festival Ayó de Música Negra do Maranhão (São Luís/MA): Shows com cantores e mestres da música afro-brasileira no Museu Casa do Maranhão, valorizando a cultura popular.

Tocantins: Pixinguinha e Os Oito Batutas: Uma viagem pelo mundo do Choro (Palmas/TO): Apresentações didáticas do grupo musical Reminiscências focadas na música brasileira, no Museu Histórico do Tocantins (Palacinho) e no Museu Memorial Coluna Prestes.

Pernambuco / Paraíba: Movimento Armorial 50 anos (Recife/PE e Campina Grande/PB): Circulação da exposição de grande porte sobre o Movimento Armorial em Recife e Campina Grande, cidades onde viveu Ariano Suassuna, fundador desse movimento que valoriza a cultura nordestina na literatura, na música, no teatro e nas artes plásticas.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes