Início Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) investe em sustentabilidade com logística multimodal da Brado e energias renováveis da EDP para redução nas emissões de carbono

Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) investe em sustentabilidade com logística multimodal da Brado e energias renováveis da EDP para redução nas emissões de carbono

12 de junho de 2022 às 12:47
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Mirando na sustentabilidade como foco principal para este ano, o Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) está investindo na redução das emissões de carbono com seus contratos recentes com a Brado e a EDP para adoção de um transporte multimodal e um abastecimento de energias renováveis
Fonte: Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP)

Mirando na sustentabilidade como foco principal para este ano, o Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) está investindo na redução das emissões de carbono com seus contratos recentes com a Brado e a EDP para adoção de um transporte multimodal e um abastecimento de energias renováveis

Na última segunda-feira, (06/06), a TCP, companhia que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, localizado no estado do Paraná, divulgou que continua investindo na sustentabilidade para a redução de emissões de carbono nas operações. Isso pois a empresa utiliza desde o ano passado uma logística multimodal de transporte junto à companhia Brado e, neste ano, começou a investir na compra de energia elétrica 100% renovável através de um contrato com a energética EDP.

Contrato com a Brado Logística garantiu à TCP mais sustentabilidade nas operações de movimentação de cargas com o transporte multimodal utilizado no terminal 

O início do investimento da TCP na redução das emissões de carbono e da sustentabilidade nas operações aconteceu durante o ano de 2021, quando a empresa fechou um contrato para uma logística multimodal de transporte no terminal. Dessa forma, o terminal se tornou o único do sul do Brasil a utilizar a malha ferroviária e agora, conecta exportadores de Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraguai através dos ramais que chegam em Cascavel, Cambé e Ortigueira.

Artigos recomendados

Além disso, o uso do sistema multimodal com a companhia Brado, que utiliza tanto trens quanto caminhões nas operações, tem trazido à TCP muito mais eficiência nas operações e sustentabilidade dentro das atividades. Isso pois a utilização dos trens diminui a emissão de CO² no ar e, somente no ano passado, evitou que mais de 60 mil toneladas do gás fossem despejadas na atmosfera, garantindo assim um forte avanço para a sustentabilidade dentro da cadeia produtiva do terminal. 

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

A utilização do transporte multimodal no terminal do Paraná também garante à Terminal de Contêineres de Paranaguá uma eficiência ainda maior nas operações de transporte de cargas, uma vez que a malha ferroviária não enfrenta diversos problemas rodoviários como por exemplo a superlotação de veículos.

Apesar disso, a empresa destacou que o foco principal com o contrato com a Brado foi a redução nas emissões de carbono e que está altamente satisfeita com os resultados obtidos até o momento, mas que não irá parar por aqui e pretende expandir a iniciativa. 

O Terminal de Contêineres de Paranaguá agora conta com abastecimento de energia 100% renovável após contrato para fornecimento de energias renováveis com a companhia EDP

Além do contrato com a Brado para o transporte multimodal, iniciado em 2021, o Terminal de Contêineres de Paranaguá também fechou mais uma iniciativa de sustentabilidade com a empresa energética EDP durante o início de 2022. A empresa agora recebe energia elétrica 100% renovável da companhia e, com isso, está evitando a emissão de cerca de 10 mil toneladas de dióxido de carbono em 2022.

Essa é mais uma estratégia da TCP para reduzir as emissões de carbono no terminal e está sendo bastante atraente para os colaboradores da empresa. A necessidade desse tipo de energia se faz cada vez mais presente no terminal, visto que o consumo médio de energia do terminal é equivalente ao de uma cidade de 156 mil habitantes.

Ademais, a empresa também é a maior no ramo de contêineres e o terminal é o mais relevante de toda a América do Sul, o que traz ainda mais a necessidade de compromisso ambiental e sustentabilidade para os dias atuais.

Assim, o diretor comercial e institucional do terminal, Thomas Lima, reforçou o compromisso da empresa: “Além da excelência na prestação de serviços, a TCP também se preocupa com o impacto ambiental gerado na região na qual atua, que faz parte de todo um bioma. Sendo signatários do Pacto Global da ONU, promover ações que reduzam este impacto e mirem em objetivos ESG está entre as premissas do terminal, que possui mais de 60 projetos socioambientais em andamento”.

Relacionados
Mais recentes