Shell, gigante global do Petróleo, irá produzir dez vezes mais combustível sustentável de aviação até 2025

Fábio Lucas
por
-
21-09-2021 00:19:42
em Petróleo, Óleo e Gás
Shell - Combustível - meio ambiente - carbono - combustível Foto: Shell

Shell prepara produção de combustível de aviação sustentável, com muito menos emissões de carbono

A Shell, gigante global do petróleo, é mais uma companhia preocupada com as mudanças climáticas e o impacto das suas ações no meio ambiente. Hoje, empresas e governos do mundo todo possuem planos para a redução da emissão de carbono na atmosfera. Pensando nisso, a Shell quer produzir combustível de aviação com baixa emissão de carbono até o ano de 2025. 

A aviação é responsável por 3% de toda emissão de carbono do planeta, contudo, moderniza-la não é nada fácil e nem barata. São poucas tecnologias disponíveis para combustíveis de motores a jato, aumentando o seu custo. Por conta disso, o projeto ambicioso da Shell, gigante global de petróleo, é tão importante. 

A gigante global de Petróleo pretende produzir 2 milhões de toneladas de combustível de aviação até 2025. Esse número representa um aumento de 10 vezes na produção de combustível de aviação hoje. 

Shell - Combustível - meio ambiente - carbono - combustível
Imagem de um caminhão da Shell e um avião no fundo. Foto: Shell

O SAF é produzido através de gorduras naturais, óleo de cozinha e plantas. O produto final tem a capacidade de reduzir em até 80% as emissões de carbono na atmosfera, garante a Shell. 

Atualmente, a Shell fornece apensas o combustível sustentável produzido por outras empresas. A gigante global do petróleo quer produzir um combustível verde com a capacidade de ser misturado com o combustível de aviação comum, sem a necessidade de mudanças nos motores das aeronaves. 

Atualmente, o combustível de aviação sustentável é responsável por apenas 0,1% da demanda global. Jefferies, banco de investimentos, informou que a demanda por combustível de aviação chegou a 330 milhões de toneladas em 2019. 

O combustível de aviação sustentável ainda tem muitas dificuldades para engrenar no mercado internacional. O motivo principal é o alto custo para sua fabricação, custando 8 vezes mais que o combustível de aviação tradicional.

Tags:
Fábio Lucas
Jornalista brasileiro, amo esportes, notícias e política. Já contribui em diversos outros portais relacionados a esportes, economia e informações regionais.
fwefwefwefwefwe