Produção de Petróleo da GALP aumenta 21 por cento, a grande maioria no Brasil

Petróleo da Galp

Produção de petróleo da empresa portuguesa cresceu 21% e atingiu 124 mil barris por dia, sendo 111 mil produzidos no Brasil

Em comunicado a imprensa a portuguesa Galp informou o crescimento de 21% em sua produção de petróleo alcançando um total de 124 mil barris por dia. Veja a lista das 13 empresa interessadas na 6° rodada do leilão do Pre-sal.
O levantamento leva em consideração o terceiro trimestre deste ano e é comparado ao trimestre passado e teve o Brasil como protagonista da companhia.

O crescimento da produção no Brasil foi 17% se comparado ao trimestre anterior, com 111 mil barris produzidos e correspondeu a 88% da produção de petróleo da Galp.

Segundo informou a companhia, Angola também teve um aumento considerável de 72% e foi responsável pela restante da produção (12%), com 12,7 mil barris diários.

O comunicado, porém destacou também a queda nas vendas de produtos refinados (13%), com a venda à clientes diretos caindo 2%.
A empresa explica que processou menos 26% de matérias no terceiro trimestre, devido a parada para manutenção planejada na refinaria de Sines, em Portugal. As vendas de gás natural da companhia, também enfrentaram um recuo de 11%, com quedas nas vendas de 6% à clientes direto.

A empresa

A Galp é um grupo de empresas portuguesas no setor de energia. É detentora da Petrogal e da Gás de Portugal, sendo hoje um grupo integrado de produtos petrolíferos e gás natural, com atividades que se estendem desde a exploração e produção de petróleo e gás natural, à refinação e distribuição de produtos petrolíferos, à distribuição e venda de gás natural e à geração de energia elétrica.

A empresa está presente em 11 países e emprega 6360 pessoas diretamente.

Com presença no Brasil desde 1999, a Galp está presente em vários projetos nas fases de desenvolvimento e produção de petróleo.
Os projetos offshore incluem as participações em três áreas de águas ultraprofundas da bacia de Santos (BM-S-11, Grande Carcará e BM-S-24) em particular nos projetos Lula e Iracema. Os projetos onshore são de menor dimensão, sendo a Galp a operadora em alguns desses projetos.

Leia também ! Petrobras dá mais um passo para venda de sua refinaria em Minas Gerais !

Curso de Salvatagem + HUET

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)