Preço do petróleo cai em meio à disputa entre Joe Biden e Donald Trump

Petróleo - Trump -Biden Petróleo nos EUA – ilustração Pixabay

Para o mercado de petróleo, votar em Trump ou Biden é um espetáculo à parte que dificilmente afeta o preço, segundo o banco suíço Julius Baer  

O preço do petróleo cai de sua barreira de 38 dólares/ barril, mas as causas devem ser vistas além do que está na linha de frente da mídia em relação as eleições envolvendo Donald Trump e Joe Biden.  

Leia também

De acordo com Norbert Rücker, diretor de economia e pesquisa de última geração do banco suíço Julius Baer, o suspense sobre o voto na América chama nossa atenção e sacode os mercados financeiros, incluindo o petróleo. No entanto, embora absorva muito de nossa atenção, a votação dos EUA é principalmente um espetáculo secundário para o mercado de petróleo e é improvável que conduza as tendências estabelecidas seja eleito Trump ou Biden.  

Fornecimento de Petróleo está diminuindo

O suspense sobre votar em Joe Biden ou Trump nos Estados Unidos causa alguma volatilidade nos mercados de petróleo. Mas depois de um aumento inicial, os preços caíram para US $38 o barril.  

Por isso, para os analistas dessa entidade suíça, “ainda acreditamos que a votação dos Estados Unidos é principalmente um espetáculo à parte que dificilmente conduzirá as tendências estabelecidas”.  

Dito isso, o resultado da votação de Biden e Trump pode ser um tanto negativo para o dólar americano, resultando em um leve vento a favor para as commodities em geral.

E quando chegar ao final das eleições, o que acontecerá?

Finalmente, o resultado das eleições entre Biden e Trump acarreta alguns grandes riscos políticos, como a possível redução das tensões com o Irã. A volta do país ao mercado de petróleo é claro, atrasaria o processo de normalização, mas fica em aberto se isso acontecer em volumes que sobrecarreguem o mercado de petróleo.

O mercado de petróleo deve continuar apresentando escassez de suprimentos, uma tendência que as estatísticas oficiais dos EUA continuam confirmando, e o sentimento do mercado só poderia melhorar em relação aos níveis deprimidos de hoje.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.