Pré-Sal Petróleo, a PPSA, arrecada R$ 1,22 bilhão e enche os cofres públicos; produção de petróleo e gás natural atingiu, em novembro, patamar mais alto da série histórica!

Flavia Marinho
por
-
13-01-2022 09:46:49
em Petróleo, Óleo e Gás
produção - Pré-Sal - Petróleo - preço - gás - cofres públicos - arrecadação - produção ppsa-comercializa-55-7-milhoes-de-barris-de-petroleo-da-uniao

PPSA prevê uma produção de 8,2 bilhões de barris de petróleo até 2031 e espera arrecadar R$ 696 bilhões com a comercialização desse volume

A empresa vinculada ao Ministério de Minas e Energia (MME) Pré-Sal Petróleo S.A (PPSA) encerrou o ano de 2021 enchendo os cofres da União. Foram arrecadados, com a produção de petróleo e gás, R$ 1,22 bilhão, o que representa uma alta de 74% em comparação com o resultado de 2020, quando foram arrecadados R$ 704 milhões.

Leia também

Segundo a estatal, o resultado é recorde na série histórica, superando o recorde anterior de R$ 1,1 bilhão, registrado em 2018. Os recursos são referentes à comercialização da parcela de petróleo e gás natural da União nos contratos de partilha de produção.

Em 2021, a Pré-Sal Petróleo comercializou 3,5 milhões de barris de petróleo da União do Campo Entorno de Sapinhoá e da Área de Desenvolvimento de Mero (Libra). Foram também comercializados 57,6 milhões de metros cúbicos de gás natural da união dos campos de Búzios, Entorno de Sapinhoá, Tartaruga Verde Sudoeste e Tupi.

O diretor-presidente da companhia, Eduardo Gerk, disse que o resultado representa o início de uma curva de crescimento da arrecadação esperada para a União nos próximos anos. “Os contratos estão entrando em produção, e este excelente resultado confirma a tendência de crescimento que vamos presenciar nos próximos anos.”

Desde sua criação, em 2013, a Pré-Sal Petróleo já arrecadou R$ 3,9 bilhões para os cofres públicos

No fim do ano passado, a PPSA divulgou o estudo Estimativas de Resultados nos Contratos de Partilha de Produção, que prevê a produção, até 2031, de 8,2 bilhões de barris de petróleo em regime de partilha de produção, sendo 1,5 bilhão de barris referentes à parcela da União. “Esperamos arrecadar US$ 116 bilhões com a comercialização desses volumes”, acrescentou Gerk,

Desde sua criação, em 2013, a PPSA já arrecadou R$ 3,9 bilhões para a União, dos quais R$ 2,6 bilhões com a atividade de comercialização do petróleo e gás e R$ 1,3 bilhão com equalização de gastos e volumes, realizada pela companhia em áreas onde a União tem participação em acordos de individualização da produção (AIPs).

Produção de petróleo e gás natural atingiu, em novembro, patamar mais alto da série histórica

A produção de óleo e gás natural em regime de partilha de produção atingiu, em novembro de 2021, o patamar mais alto da série histórica desde 2017:  média diária de 447 mil barris de petróleo e de 1,3 milhão de metros cúbicos de gás natural. As informações são do Boletim Mensal de Partilha de Produção, divulgado na última terça-feira (11) pela Pré-Sal Petróleo (PPSA), que desde setembro registra substancial aumento nos volumes produzidos em função do início da produção dos volumes excedentes da Cessão Onerosa de Búzios em regime de partilha.

Em novembro, o crescimento de 26% em óleo e 200% em gás, em relação ao mês anterior, está ligado especificamente a mais uma atividade de Búzios: a retomada da operação da plataforma P-76, que passou por manutenção programada em outubro. 

Também no mês de novembro, estavam em produção três contratos. Do total de 447 mil bpd, 435 mil bpd vieram de Búzios, seguidos de 7 mil bpd do Entorno de Sapinhoá e de 5 mil bpd de Tartaruga Verde Sudoeste. A Área de Desenvolvimento de Mero (Libra) não teve produção naquele mês devido ao encerramento do primeiro Sistema de Produção Antecipada 1 (SPA-1) e mudança de locação do FPSO Pioneiro de Libra para início do SPA-2.  

Desde 2017, a produção acumulada em regime de partilha de produção é de 95,6 milhões de barris de petróleo e 343 milhões de m³ de gás natural

A média diária do total do excedente em óleo da União em novembro foi de 10,4 mil bpd, sendo 6,1 mil bpd do Campo de Búzios e 4,3 mil bpd do Entorno de Sapinhoá. Em Tartaruga Verde Sudoeste, o excedente em óleo da União foi destinado à quitação do Acerto de Contas com o operador, pela redeterminação de participações realizada no Acordo de Individualização da Produção (AIP).  

Da produção diária de gás natural para comercialização do período, do total de 1.309 mil m³/dia, 1.115 mil m³/dia foram do Campo de Búzios, 158 mil m³/dia do Entorno de Sapinhoá e 36 mil m³/dia de Tartaruga Verde Sudoeste. A média diária do total do excedente em gás natural foi de 120 mil m³/dia (16 mil m³/dia de Búzios e 104 mil m³/dia do Entorno de Sapinhoá). Em relação ao mês anterior, a média diária do total do excedente em gás natural da União representou uma redução de 10% devido à parada programada do FPSO Cidade de Ilhabela, em Sapinhoá. Em Tartaruga Verde Sudoeste, o excedente em gás da União também foi destinado à quitação do Acerto de Contas com o operador oriundo da redeterminação do AIP.   

Desde 2017, a produção acumulada em regime de partilha de produção é de 95,6 milhões de barris de petróleo e 343 milhões de m³ de gás natural. Do total, 11,2 milhões de barris de petróleo e 98,4 milhões de m³ de gás natural são referentes à parcela da União.   

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.