Petrobras hiberna plataforma de petróleo na Bacia de Santos para reduzir gastos e transfere petroleiros

Flavia Marinho
por
-
07-08-2020 11:42:02
em Petróleo, Óleo e Gás
Petrobras hiberna plataforma de petróleo na Bacia de Santos para reduzir gastos e transfere petroleiros A hibernação da plataforma de petróleo não impactará o processo de desinvestimento da Petrobras no Polo Merluza e o suprimento de gás natural ao mercado da Baixada Santista.

A hibernação da plataforma de petróleo não impactará o processo de desinvestimento da Petrobras no Polo Merluza e o suprimento de gás natural ao mercado da Baixada Santista.

A Petrobras informou em fato relevante na manhã deste dia (07/08), que a aprovou a hibernação da plataforma de petróleo Merluza, localizada em águas rasas na Bacia de Santos. Construção Naval: Petrobras abriu mão de obras no Brasil para baixar preço do afretamento e FPSO de Mero 3 corre risco de ser construído no exterior.

A Petrobras já havia interrompido a produção de petróleo da unidade desde março deste ano, quando houve redução abrupta na demanda por gás natural.

Segundo a estatal, a hibernação da plataforma de petróleo Merluza, na Bacia de Santos, permitirá a redução de gastos operacionais. A petroleira informa também que fará a transferência dos profissionais para outras unidades da Petrobras.

Confira outras notícias relacionadas a Petrobras e a indústria do petróleo

No informe, a Petrobras, explica que a hibernação não impactará o processo de desinvestimento do Polo Merluza e o suprimento de gás natural ao mercado da Baixada Santista.

“Essa decisão está alinhada à estratégia de otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor para os seus acionistas”, disse a estatal no comunicado.

Sobre o Polo Merluza, Bacia de Santos – Petrobras

O Polo Merluza é composto pelas concessões de Merluza e Lagosta, onde a Petrobras possui 100% de participação. Com início de operação em 1993, sua produção média em 2019 foi de 3,6 mil barris de óleo equivalente por dia de gás natural e condensado.

Atualmente, os campos de petróleo Merluza e Lagosta fazem parte do programa de desinvestimento da Petrobras e estão em fase vinculante conforme anunciado pela estatal no dia 31 de março de 2020.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.