Obras de construção do primeiro polo aeroportuário brasileiro do Centro-Oeste já começou e promete gerar muitas vagas de emprego

Flavia Marinho
por
-
19-08-2021 10:09:38
em Indústria e Construção Civil
obras - emprego - construção - aeroporto - centro oeste Obras de construção do primeiro polo aeroportuário brasileiro do Centro-Oeste

As obras de construção do 1º polo aeroportuário brasileiro do Centro-Oeste já está gerando empregos em Aparecida de Goiânia

Já começou as obras de construção do primeiro polo aeroportuário brasileiro do Centro-Oeste em Aparecida de Goiânia e muitas vagas de emprego serão geradas na região. A execução da obra será em 4 etapas. A primeira delas, de terraplanagem, foi iniciada no dia 15 de julho e está prevista para ser finalizada em 2024, com a pista de pouso já em funcionamento.

Leia também

Até lá, segundo o projeto, o Antares Polo Aeronáutico já terá 72 lotes entregues de um total de 455 planejados.

Estão previstas também as áreas de embarque e desembarque e toda infraestrutura essencial para os hangares, que terão entre 1.000 m² e 1.500 m², de acordo com a necessidade do proprietário e do tamanho da aeronave.

Assista o vídeo abaixo e conheça o primeiro polo aeroportuário brasileiro do Centro-Oeste

Polo aeroportuário terá uma pista de pouso de 54.000 m² apta para receber todos os modelos de aviação geral, jatos executivos, monomotores e bimotores

Já a ligação de água e energia para os hangares será executada em 2023.

A princípio, a pista de pouso de 54.000 m² será apta para receber todos os modelos de aviação geral, jatos executivos, monomotores e bimotores.

Porém, segundo o gestor responsável pela obra, Breno Luiz Rojas, um estudo é realizado para identificar a possibilidade de alargamento da pista para que aeronaves maiores também possam usar a estrutura.

As obras de construção do 1º polo aeroportuário brasileiro do Centro-Oeste já está gerando empregos em Aparecida de Goiânia

Atualmente, o time de profissionais na obra é composto por: um engenheiro civil, um encarregado geral, dois operadores de escavadeira hidráulica, dois operadores de motoniveladora, dois operadores de pá carregadeira, oito operadores de rolo compactador, quatro motoristas de caminhão pipa, um motorista de caminhão comboio, 10 motoristas de caminhão basculante, dois apontadores, um técnico de segurança, um greidista e um profissional da área administrativa.

Para o futuro próximo, a previsão é de que sejam abertas por volta de 50 vagas de emprego na região.

Além disso, o empreendimento deve atrair empresas de táxi aéreo, serviço aeromédico, manutenção, hangaragem, escolas para formação de pilotos e estrutura de apoio, com comércio, restaurantes e hotel.

A expectativa é atrair também indústrias, em especial fábrica de peças aeronáuticas, turbinas e motores para aviação, entre vários outros, além de empresas voltadas para o segmento de logística.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.
fwefwefwefwefwe