Mineradora Vale informa que construção de ferrovia poderá custar R$ 8,7 bilhões

Roberta Souza
por
-
27-08-2021 11:02:05
em Logística e Transporte
Ferrovia – Minas Gerais – obras Trabalhador em ferrovia/ Fonte: Senado Federal

A Vale irá executar as obras da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), no Mato Grosso. Mineradora ressalta que gastará R$ 6 bilhões a mais do que o governo orçou

A mineradora Vale divulgou recentemente que as obras da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (FICO), no estado do Mato Grosso, poderão custar até R$ 8,7 bilhões, um valor que supera em R$ 6 bilhões a projeção inicial feita pela empresa junto ao Ministério da Infraestrutura. A ferrovia terá aproximadamente 400 quilômetros de extensão e ligará as cidades de Mara Rosa, em Goiás, e Água Boa, no Mato Grosso. As obras deveriam ter começado em abril deste ano, mas o projeto permanece em estágio inicial. Veja ainda esta notícia: Ministro da Infraestrutura diz que ferrovia Ferrogrão será um modelo de sustentabilidade

A Vale irá realizar as obras de construção da ferrovia

A mineradora Vale anteriormente fechou contrato com o Governo Federal, no final do ano passado, e esperava investir cerca de R$ 2,73 bilhões na Fico nos quatro anos estimados de conclusão. Porém, a empresa divulgou que irá gastar R$ 6 bilhões a mais do que o previsto.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, “o projeto da ferrovia que será construído pela mineradora Vale passou por ajustes finos para atender o componente ambiental, o que é fundamental para garantir a sustentabilidade do empreendimento, implicando em alterações no projeto de engenharia”. A pasta diz que a instalação do canteiro de obras da ferrovia e dos alojamentos teve início neste mês e que a fabricação dos pré-moldados que serão usados no empreendimento ocorrerá em setembro.

Na pasta, o ministério diz que usou o instrumento de “investimento cruzado” para entrar em acordo com a Vale, o que significa que o valor de outorga foi abatido para que a empresa pudesse executar e entregar a ferrovia. “O valor estimado por estudo e acordado entre Estado e Vale é de R$ 2,7 bilhões. Ou seja, esta é a quantia necessária para realizar o empreendimento”.

A execução das obras

A Vale também pontuou que a construção da FICO faz parte de um acordo assinado com o governo federal para a prorrogação do contrato relacionado à Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), outro projeto em desenvolvimento pela empresa. “Assim, a Vale assumirá os custos totais das obras, o que inclui a diferença de valores. O projeto básico retificado está orçado em R$ 8,7 bilhões.”

A mineradora Vale aceitou a fazer as obras da ferrovia após conseguir autorização para renovar antecipadamente duas concessões já operadas por suas empresas de logística, a Estrada de Ferro Vitória-Minas, na região sudeste do país, e a Estrada de Ferro Carajás, no Maranhão. Quando a empresa concluir as obras, entregará o projeto ao governo, que fará um leilão, e as operações ferroviárias serão realizadas para qualquer empresa interessada nessa rota.

A Vale confirmou, por meio de comunicado, que iniciou atividades relacionadas à pré-implantação das obras, incluindo exercícios de campo, desenvolvimento e implantação de projetos e contratação de empresas de engenharia. A mineradora disse que, ao mesmo tempo, a empresa aguarda a responsabilidade do Governo Federal de ceder os terrenos dos primeiros 30 quilômetros da ferrovia para dar início à próxima fase do projeto de construção da infraestrutura ferroviária.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos
fwefwefwefwefwe