Levantamento realizado pelo Firjan aponta recuperação de vagas de emprego no mercado de petróleo e gás do Rio de janeiro

Firjan - vagas de emprego - Rio de janeiro - petróleo e gás Plataforma Big Foot – projetos de capital da Chevron nas águas profundas do Golfo do México – créditos: https://www.chevron.com/projects/big-foot


Um estudo realizado pelo Firjan, mostra que do último trimestre de 2020 até o primeiro trimestre deste ano, as vagas de emprego no setor de Petróleo e gás no Rio de Janeiro subiram em 100%

A pandemia do Covid-19 ainda é um problema para o Brasil, mas a economia está reagindo bem ao longo do meses, com alguns indicadores positivos. Atualmente, com um novo levantamento da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) aponta para uma recuperação no setor de petróleo e gás do Rio de Janeiro em relação às vagas de emprego.

Leia também

Um enorme crescimento no setor de petróleo e gás do Rio de Janeiro

De acordo com o estudo do Firjan, os primeiros três meses deste ano registraram um crescimento de 100% no número de vagas de emprego abertas no estado em relação ao último trimestre de 2020. Segundo a entidade, no quarto trimestre do ano passado teve a abertura de 215 vagas de emprego.

Já no período entre os meses de janeiro e março de 2021, o Firjan registrou a criação de 474 oportunidades no setor de petróleo e gás no Rio de Janeiro.

Os impactos do coronavírus no setor de petróleo e gás

A pandemia trouxe impactos severos para o setor de petróleo e gás no mundo todo e no Rio de janeiro a situação não foi diferente. O estudo da Firjan ressalta que em fevereiro do ano passado, início da pandemia no Brasil, foram registradas 375 vagas de emprego nesse setor no Rio de Janeiro, já no mês de junho do mesmo ano, o número despencou para cinco vagas, confirmando o impacto da crise no país.

De acordo com Fernando Ruschel Montera, coordenador de Relacionamento de Petróleo, Gás e Naval da federação, a recuperação a partir do segundo semestre do ano passado, mesmo de forma parcial, está atrelada principalmente a conjuntura internacional do aumento do preço do barril de petróleo e a expectativa de retomada da economia mundial, com o avanço das campanhas de vacinação no combate à pandemia da Covid-19.

Firjan fala sobre oportunidades para estagiários

A pesquisa da Firjan também registrou que 56% das vagas de empregos formais no primeiro trimestre deste ano foram voltadas à profissionais do nível superior completo, outra parte, com 26% ficaram com trabalhadores com ensino superior em andamento, o nível técnico registrou 14% e o Ensino Médio que correspondeu a 8%.

A Firjan finalizou dizendo que também há oportunidades de estágios tanto para curso superior quanto para profissionalizante. O mapeamento demonstra a capacidade de atendimento pelo Firjan Senai para formação desses profissionais com cursos técnicos em Mecânica, Mecatrônica, Automação Industrial, Eletrotécnica, Segurança do Trabalho e Eletromecânica.  

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.