Indústria de petróleo e gás é a número 1 em geração de impostos ao governo

Petróleo e Gás

Em relação a geração de tributos para a união, a indústria de petróleo e gás pagou nos últimos 10 anos mais de 1 trilhão de reais e mais um trilhão é aguardado na próxima década

A indústria de petróleo e gás é considerada uma das mais importantes do mundo com sua cadeia setorial bastante extensa e rica. No Brasil, não poderia ser diferente.
As recentes descobertas da Petrobras na bacia de Sergipe só reforçam seu valor e importância para a economia do país, através da geração de riquezas e desenvolvimento tecnológico.

Para comprovar tal fato a EY e o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) elaboram um levantamento e chegaram a conclusão que a indústria do petróleo e gás é a terceira principal atividade econômica do país e ocupa a quarta  colocação quando o assunto são as exportações.
Só para se ter uma ideia o setor de óleo e gás, foi responsável em 2017, por 46% do superávit comercial, despejando 21,2 bilhões de dólares na balança comercial.

A geologia privilegiada e o potencial das reservas de petróleo e gás brasileiras que por possuírem poucas concessões fazem deste tipo de indústria fator chave do crescimento da economia.
Os tão aguardados leilões da 16ª rodada de concessão de áreas do pós-sal, do excedente da cessão onerosa e da sexta rodada de partilha do pré-sal atrairão muitos investimentos da Petrobras e de petroleiras estrangeiras.

O potencial brasileiro se dá pelo país ainda ter 93% das bacias sedimentares inexploradas e ocupar atualmente a 21ª posição no ranking mundial de reservas provadas.

Geradora de empregos e renda

O petróleo ocupa posição importante no mercado de trabalho de nosso país. Segundo o levantamento, até 2022 teremos cerca de 873 mil profissionais atuando no setor, sendo que 99% destes profissionais que atuam hoje são brasileiros.
Os salários deste segmento também sempre foram um forte atrativo, afinal em média, chegam a ser 3,8 vezes maiores do que a média salarial da indústria brasileira.

Setor de destaque na arrecadação nacional

No ranking de arrecadação de impostos federais, de 2007 a 2017 foi gerado mais de R$ 1,4 trilhão em arrecadação e a projeção é de que na próxima década, outro trilhão seja arrecadado por meio de tributos, participação especial, bônus e royalties.

No Brasil, o mercado de Petróleo e Gás configura o 1º lugar do setor industrial no que diz respeito a arrecadação de impostos federais. De 2007 a 2017, por exemplo, foi gerado mais de R$ 1,4 trilhão em arrecadação e a expectativa é de que na próxima década, outro trilhão seja arrecadado por meio de tributos, participação especial, bônus e royalties.

Leia também ! Acordo destina R$ 1 bi do fundo da Petrobras para Amazônia !

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Click Petróleo e Gás.

Renato Oliveira

Sobre Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)