Gasolina no Brasil é cara devido aos impostos

Ruth Rodrigues
por
-
13-08-2021 00:21:37
em Petróleo, Óleo e Gás
valor da gasolina no brasil é alto por causa dos impostos valor da gasolina no Brasil é alto por causa dos impostos. Fonte: sindsegmd

Impostos estaduais, federais e dólar alto são os principais fatores para que a gasolina tenha um valor tão alto no Brasil.

Todos os dias, uma das maiores preocupações do brasileiro é ir abastecer seu meio de transporte. Com as notícias constantes de que o preço estão sempre mudando, não existe como prevê preço em que a gasolina estará na hora em que chegamos no posto. Há um bom tempo que não temos a sorte de nos deparar com redução nos valores no Brasil. É sempre aumento e as previsões sugerem mais aumento para o decorrer do ano. Os impostos possuem grande contribuição para esse aumento..

Mas, quais são os fatores que fazem esse valor se elevar tão rapidamente, e quase que diariamente? Não existe uma fórmula específica para baixar o preço, afinal, se o problema fosse somente um, seria mais fácil de ser resolvido. No entanto, são fatores internos e externos que determinam tal valor final.

Leia também:

Quando o preço sobe nas refinarias, a gasolina sobe nos postos

Por exemplo, se pegarmos os valores desde o início do ano, em janeiro, até o mês atual, agosto, os preços pularam de R$ 2,86% para 3,62% nas refinarias. Mas, esse não é o valor final que os consumidores irão pagar. Quando chegam nos postos de gasolina para abastecer, os brasileiros se deram com valores que podem chegar em uma média de R$ 6,00. Claro, pode existir uma diferença entre um estado e outro no Brasil, mas atualmente, essa é a média.

De acordo com Paulo Roberto Tavares, Presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do Distrito Federal, um dos principais fatores para esse aumento é os preços da Petrobras. Isto é, a partir do momento em que a empresa decidiu atrelar seus valores no mercado internacional, tudo começou a ficar mais caro. Afinal, conforme o dólar subia, mais a Petrobras precisa subir os preços nas refinarias.

Valor médio da gasolina nos estados do Brasil. Fonte: ANP
Valor médio da gasolina nos estados do Brasil. Fonte: ANP

Além do dólar, existem mais dois fatores que contribuem para acréscimo no valor final do combustível. O primeiro, é o imposto federal, também conhecido como PIS/Cofins e Cide. Esse imposto tem um custo de R$ 0,70 em cada litro de gasolina. Portanto, a cada litro de combustível colocado dentro do seu tanque, R$ 0,70 centavos serão de impostos federais.

Como o estado ganha em cima dos impostos?

Para os estados, se o Governo Federal pode lucrar com os impostos, é direito deles o fazer também. Dessa forma, o ICMS é o imposto estadual onde a alíquota é cobrada conforme a bomba. Assim, à medida que a gasolina sobe, a arrecadação de ICMS terá uma sequência numérica maior.

Nesse caso, a alíquota não aumenta, mas sim, o preço da bomba. Conforme esse valor for aumentando, mais impostos serão gerados para o estado recolher. Esse é um dos motivos pelo qual preços dos combustíveis não seguem um padrão em todo o território brasileiro. Acontece que, mesmo nos municípios que compõem determinado estado, o valor final tente a variar.

Já para Dirson Alberto Brendler, se o combustível mantivesse o valor com o qual ele sai das refinarias e chega nos postos para a população, o total gasto não seria tão exorbitante. No final de tudo, o esquema até os combustíveis chegarem até os brasileiros funciona da seguinte forma. Para sair da refinaria, alguns centavos de frete serão adicionados; um outro frete a ser pago é quando o produto sai das distribuidoras para os postos, sendo adicionados mais alguns centavos com o frete; ao chegar no estado final, serão adicionados os impostos estaduais, ou seja, o ICMS.

Quando tudo isso for somado, o valor final será pago pelo brasileiro. Portanto, é por esses motivos que a gasolina possui um preço tão alto em quase todo o seu território. Sendo que a maior parte, são impostos.

Tags:
Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.
fwefwefwefwefwe