Início Mineradora Vale retoma dividendos 18 meses após desastre mortal em Brumadinho – Lucro do segundo trimestre sobe

Mineradora Vale retoma dividendos 18 meses após desastre mortal em Brumadinho – Lucro do segundo trimestre sobe

30 de julho de 2020 às 17:45
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Mineradora Vale - Brumadinho
Logo mineradora vale na retomada de dividendos

Lucro do segundo trimestre da Mineradora Vale sobe para R$ 955 milhões em meio à bonança no preço do minério de ferro

A gigante brasileira de mineração Vale anunciou na quarta-feira (29) que retomará os pagamentos de dividendos aos acionistas. Esses foram suspensos desde que uma barragem em Brumadinho – MG estourou em janeiro de 2019, quando informou que o lucro do segundo trimestre disparou em meio a um aumento nos preços do minério de ferro. Divulgando a retomada em um depósito de valores mobiliários, a mineradora Vale disse que a decisão veio após a redução das incertezas nos negócios relacionadas à nova pandemia de coronavírus. “O pior provavelmente está para trás”, afirmou a mineradora em comunicado.

Leia também

As ações da Mineradora Vale fecharam em alta de 4,3%, com alta histórica de 62,95 reais

Anunciado em um comunicado separado, o lucro líquido da Vale no segundo trimestre foi de US $ 995 milhões. Tudo isso mais de quatro vezes mais que os US $ 239 milhões do trimestre anterior, auxiliado por preços mais altos do minério de ferro e uma desvalorização da moeda real brasileira. 

Outrossim, a mineradora registrou perdas de US $ 133 milhões no segundo trimestre de 2019. Ao fechar minas devido a preocupações de segurança após o colapso da barragem em Brumadinho. O resultado da Vale ficou aquém da estimativa da Refinitiv de US $ 1,51 bilhão. Sendo assim, a empresa disse que estava reconhecendo um passivo de US $ 500 milhões. Relacionado à venda de sua mina na ilha do Pacífico da Nova Caledônia.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes