Início Energia solar: Banco Santander pretende disponibilizar R$ 10 bilhões de crédito para o setor de energia limpa em empresas e residências

Energia solar: Banco Santander pretende disponibilizar R$ 10 bilhões de crédito para o setor de energia limpa em empresas e residências

30 de março de 2022 às 09:28
Compartilhe
Siga-nos no Google News
energia, Santander, energia solar
Foto: Reprodução Google Imagens (via Seu Crédito Digital)

Em busca de contribuir na transição para fontes limpas e renováveis, o Santander irá dobrar a concessão de crédito para energia solar

O banco Santander tem planos para duplicar o montante de crédito destinado à energia solar em 2022, em relação ao valor do ano passado. A instituição pretende também conceder crédito de cerca de 10 bilhões de reais exclusivamente para o financiamento da compra de equipamentos e para a instalação de sistemas produtores de energia solar em escala residencial e empresarial.

Para o Santander, a principal meta dessa medida é auxiliar na distribuição da energia solar em todo país, visto que é uma fonte de energia limpa e sustentável, mas não é amplamente acessível. No ano passado, o banco disponibilizou um valor por volta de R$ 5,3 bilhões para o setor da energia solar.

De acordo com o Santander, que fechou parceria com a ENEL para incentivar a transição para energia limpa, para que alcance este objetivo a instituição tem utilizado uma estratégia que envolve oferecer planos com parcelas que se equiparam ao custo mensal da conta de energia elétrica convencional, assim, a conta chega a ficar num valor menor.

Democratização da fonte solar

Marcio Giovannini, superintendente executivo de Bens e Serviços da Santander Financiamentos, analisa: “A demanda é impulsionada, principalmente, pela facilidade do crédito para aquisição do sistema fotovoltaico e sua instalação. O empenho do banco em democratizar a geração de energia limpa no país ainda ajuda a puxar para baixo os preços dos equipamentos”.

Entretanto, conforme afirma Giovannini, a compensação financeira para os clientes que substituem a conta de luz tradicional pela parcela de um financiamento não é o único estímulo para a geração de energia solar – setor que, inclusive, vem recebendo investimentos tecnológicos. Nesse sentido, o executivo do Santander enfatiza que existem outros fatores que incentivam a procura pela geração de energia sustentável no país.

Um desses fatores é o conhecimento que o mercado vem adquirindo das vantagens desse modelo alternativo de produção de energia, especialmente no meio dos consumidores que de fato possuem preocupações ambientais. Giovannini acrescenta: “A motivação ambiental acaba sendo decisiva para empresas e residências optarem pela troca”.

Atualmente, o Banco Santander é responsável por cerca de 35% do total de financiamentos de projetos voltados à energia solar para residências e empresas no mercado do Brasil. Em comparação a 2019, no ano passado, a Santander Financiamentos, financeira do Santander, triplicou a quantidade de empresas comerciais parceiras em solo nacional. O santander concede linhas de crédito para o financiamento em sustentabilidade desde o começo de 2017, há aproximadamente 5 anos.

Assista ao vídeo a seguir do Banco Santander, no qual é defendido a sustentabilidade de fontes renováveis:

Banco Santander abre 50 mil vagas em cursos gratuitos na área da tecnologia

O banco Santander abriu no dia 24 de março as inscrições para o curso gratuito de formação de desenvolvedores Web Full Stack e Mobile (Kotlin). O curso será realizado através da plataforma da DIO e será totalmente online e gratuito. Não é pré-requisitado ter conhecimento prévio em tecnologia ou necessidade de ter uma graduação. Os candidatos só devem ter mais de 18 anos e interesse em aprender sobre tecnologia.

Segundo a Exame, o superintendente executivo do Santander Universidades, Nicolás Vergara afirma que a ideia do Bootcamp é inserir cada vez mais pessoas no universo da tecnologia, uma vez que a demanda na área é grande e o mercado está requisitando profissionais que estejam alinhados com as melhores práticas na área de tecnologia da informação. Além da preocupação do Santander com energia renovável, ele também volta sua atenção para o setor da tecnologia, através de investimentos e cursos gratuitos. Para saber mais, clique aqui e leia a matéria do CPG na íntegra.

Relacionados
Mais recentes