Em parceria com a empresa de serviços em campos de petróleo COSL da China, a TGS anuncia dois projetos offshore no Brasil para o início de 2021

Valdemar Medeiros
por
-
19-11-2020 10:50:37
em Petróleo, Óleo e Gás
Petróleo - China - offshore plataforma OFFSHORE

Em parceria com a empresa de serviços em campos de petróleo COSL da China, a TGS irá mobilizar projetos offshore começando com o navio COSL HYSY720 para iniciar a aquisição da pesquisa 3D Espírito Santo até o final do ano

O especialista em sísmica TGS iniciou o programa Malvinas 3D na Argentina e agora esta expandindo dois novos projetos de petróleo offshore no Brasil junto a China. O navio Prospector, do BGP, adquirirá aproximadamente 5.000 quilômetros quadrados, o que elevará a cobertura total da área para 18.000 quilômetros quadrados. A pesquisa é apoiada por fundos da indústria e deve ser concluída no primeiro trimestre de 2021.

Leia também

A empresa anuncia dois novos projetos na indústria de petróleo offshore no Brasil em parceria com a China

A TGS vai mobilizar o navio da empresa de serviços offshore em campos de petróleo COSL HYSY720 da China para iniciar a aquisição da pesquisa 3D Espírito Santo até o final do ano. Este é um levantamento Dual Azimuth (DAZ) cobrindo uma área de 1.400 quilômetros quadrados na Bacia do Espírito Santo.

A embarcação da empresa de serviços em campos de petróleo da China está atualmente em trânsito para o Brasil e a aquisição deve ser concluída até o final do primeiro trimestre de 2021. A pesquisa é apoiada por financiamento da indústria e realizada em parceria com a empresa de serviços em campos de petróleo da China COSL.

Além disso, a TGS planeja iniciar uma pesquisa offshore  2D de 7.000 km na Bacia de Pelotas durante o primeiro trimestre de 2021. O programa de Pelotas 2D terá produtos de imagem em profundidade disponíveis no início do terceiro trimestre de 2021, a tempo para a 17ª rodada de licenças no Brasil. O novo conjunto de dados complementará a cobertura de dados 2D TGS existente na área e permitirá um melhor mapeamento de prospecto. O levantamento será adquirido em parceria com a BGP, por meio de sua embarcação Pioneer.

Junto com a empresa offshore de petróleo da China BGP, a TGS planeja iniciar um levantamento de 7.000 km 2D na Bacia de Pelotas durante o primeiro trimestre de 2021

Kristian Johansen, CEO da TGS, comentou: “A América Latina é uma de nossas principais áreas de foco e, apesar das condições desafiadoras do mercado, nossos clientes continuam a apoiar nossos projetos nesta região. Parcerias fortes e de longo prazo com nossos fornecedores nos permitem compartilhar riscos e reduzir investimentos em dinheiro, o que oferece uma oportunidade única de continuar nossa filosofia de investimento anticíclica.”

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe