Elon Musk de olho no Brasil: SpaceX levará ao espaço o primeiro satélite feito por startup brasileira

Valdemar Medeiros
por
-
27-12-2021 06:16:12
em Economia, Negócios e Política
Elon musk - satélite - startup brasileira - SpaceX Desenvolvedores do satélite – Créditos: Divulgação/PION Labs




A SpaceX lançará no próximo mês um satélite PocketCube ao espaço. O projeto foi completamente desenvolvido por uma startup brasileira e levou 7 meses para ser completado

A SpaceX, de Elon Musk, deverá levar ao espaço o primeiro satélite desenvolvido por uma startup brasileira por meio do foguete Falcon 9, já em janeiro. O PION-BR1, criado pela PION Labs, será lançado ao espaço no dia 10 do próximo mês, saindo da Flórida, nos Estados Unidos. O satélite da startup levou sete meses para ser desenvolvido pelos fundadores da PION em seu laboratório, situado na cidade de São Caetano do Sul (SP). Os criadores são: Bruno Pinto Costa, Calvin Trubiene, João Pedro Vilas Boas e Gabriel Yamato.

Leia também

Satélite que será levado ao espaço pela SpaceX possui apenas 125 cm cúbicos

PION-BR1 pode ser pequeno, mas tem uma grande missão na sua viagem pela SpaceX. Fonte: Divulgação/PION Labs

Estudar a capacidade de comunicação a longa distância, fornecendo uma maior experiência ao setor no país, será a principal função do satélite da startup brasileira.

O projeto da PionLabs, que será lançado ao espaço pela SpaceX de Elon Musk, é considerado um satélite de pico, que também recebe o nome de PocketCube. Se trata de um satélite que conta com apenas 125 cm cúbicos e pesa cerca de 180 gramas.

Para que os custos de produção do satélite fossem diminuídos, facilitando seu envio ao espaço pela SpaceX, a startup brasileira fechou uma parceria com uma empresa britânica especializada em satélites como esse, a Alba Obrital. O PION-BR1 possui dois anos de tempo de vida e, após esse tempo, deverá se desintegrar durante a reentrada na atmosfera.

Satélite da Startup brasileira tem uma comunicação baseada entre 30 kHz e 4 GHz

O satélite que será lançado pela SpaceX de Elon Musk deverá atuar com o recebimento e análise de dados de comunicação e também no monitoramento de subsistemas. Além disso, o PION também receberá e analisará dados da temperatura externa e interna, a capacidade da bateria e outras informações.

Quando os dados chegarem ao planeta, serão recebidos por radioamadores da AMSAT-BR, com uma comunicação baseada entre 30 kHz e 4 GHz. Como resultado, de acordo com as informações recebidas pela associação focada em estudos de transmissões de ondas eletromagnéticas, novos protocolos para as operação devem ser feitos.

Após a experiência alcançada através do satélite da startup, projetos maiores devem ser desenvolvidos, envolvendo o agronegócio e iniciativas de preservação da Amazônia e, logo após, toda a América Latina. Segundo Calvin Trubiene, o CEO da PionLabs, tanto o agronegócio quanto as iniciativas de preservação precisam de um sistema como este.

Starlink pede autorização para Anatel para operar seus satélites

No dia 20 deste mês, a Starlink, também do empresário Elon Musk solicitou autorização para a Anatel para poder operar seus satélites de órbita baixa no país, com o intuito de oferecer internet via satélite.

A tecnologia da empresa também poderá ser utilizada para o monitoramento da Amazônia e da banda larga na região, mas vale ressaltar que a empresa não é voltada à observação e sim ao mercado de internet via satélite mais acessível para a população de baixa renda.  

Após reunião com Ministro brasileiro, dono da Tesla Elon Musk pensa em suprir demanda de semicondutores e Brasil pode receber fábrica

Ministro Fábio Faria encontra Elon Musk – Reprodução/Youtube

Em um encontro com Fábio Faria, Ministro das Comunicações, na última segunda-feira (15), Elon Musk afirmou que, para escapar da crise de microchips que está ocorrendo no mundo, pode não haver outra escolha além de investir em uma fábrica de semicondutores.

O Brasil seria um dos países mais prováveis para receber o aporte do CEO da Tesla. O assunto veio após Faria propor a construção de uma fábrica da Tesla no país e mencionar que também planeja transformar o Brasil em um país importante na produção de semicondutores novamente, algo que acontecia até os anos 80. Leia a matéria completa.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.