Donos de carros elétricos voltam a usar gasolina cansados da demora no tempo de recarga em seus veículos

Valdemar Medeiros
por
-
04-05-2021 17:59:18
em Logística e Transporte
Carros elétricos - gasolina Recarga de carros elétricos -Fonte: Smartech

De volta ao uso de gasolina? Donos de carros elétricos na Califórnia informam que não gostam de esperar pela recarga de bateria em seus carros

A facilidade proporcionada pelo uso dos carros elétricos pode ser um problema pra quem não gosta de esperar e acaba retornando aos carros movidos a gasolina. Foi o que ocorreu na Califórnia, segundo dados levantados por meio de uma pesquisa.

Leia outras notícias relacionadas

De volta ao uso da gasolina

Cansados de esperar pela recarga total em seus carros elétricos, um a cada cinco donos de veículos elétricos da nova geração movidos a bateria afirmam nos Estados Unidos que não gostam de esperar e, por esse motivo, estariam retornando ao modelo tradicional de carros movidos a gasolina.

Como exemplo na prática, temos o aclamado Ford Mustang e um carro elétrico Mach-E, encher o tanque do Ford Mustang demoraria bem menos que cinco minutos em um posto de combustível, com isso o Mustang poderia rodar em média 400 km. Porém, mesmo deixando o seu carro elétrico na tomada por uma hora, a quantidade de quilômetros possíveis a serem percorridos seria de apenas 5km.

Especialistas culpam padrão de tomadas existente nos EUA

O padrão de tomadas existentes nas casas dos EUA seria apenas de 120 volts, o que para a recarga de carros elétricos se classifica como “Nível 1”. Para manter a autonomia de um veiculo elétrico, se faz necessário no mínimo tomadas com padrão bivolt com potência de 240 volts, o que se classificaria como “Nível 2”.

Desse modo, 70% dos consumidores de carros elétricos não possuem esse padrão de tomadas em suas residências, não encontram no trabalho ou nas ruas – tornando quase impossível uma recarga total em seus veículos.  

“Se você não tiver acesso a uma fonte Nível 2, é quase impossível manter um elétrico”, explica Kevin Tynan, jornalista automotivo da Bloomberg. O especialista conta que testou diversas marcas e modelos ao longo dos anos para suas pesquisas.

A demora no tempo de recarga dos carros elétricos pode vir a se tornar uma pedra no caminho no futuro, mesmo que já existam planos no mercado para a comercialização de veículos que chegam a 100% de recarga em menos de 20 minutos, alguns consumidores da Califórnia optaram pelo uso de carros movidos a gasolina, deixando assim seus carros elétricos estagnados.

WEG e EDP querem garantir postos de recarga para carros elétricos da Renault no Brasil

Em conjunto com a WEG e EDP, a Renault traz, para o mercado brasileiro, um novo modelo de carros elétricos conhecido como Zoe, o veículo 100% elétrico da Renault. Para a estreia do carro elétrico no Brasil, a montadora francesa conta com a ajuda da WEG e EDP para fornecer os postos de recarga, tendo em vista que, no Brasil, são poucos os pontos de recarga para carros elétricos.

As estações da empresa WEG possuem três modelos e cada um deles possui um tempo especifico para carregamento das baterias. No caso do modelo da Renault, o tempo varia de uma a três horas, dependendo do tipo de estação.

Segundo o diretor superintendente da WEG Automação, Mandred Peter Johann, a parceria irá ajudar a WEG a demonstrar suas soluções eficientes, inteligentes e sustentáveis para o segmento de carros elétricos. Já a EDP pretende instalar 30 pontos de recarga até o fim de 2022, no estado de São Paulo, e já possui 50 estações próprias.

Segundo o vice-presidente de clientes da EDP no Brasil, Carlos Andrade, o setor de carros elétricos é uma peça importante na mudança energética que a companhia almeja liderar. Sendo assim, a empresa busca se aproximar dos principais players, com o intuito de ajudar o crescimento deste mercado.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.