Do petróleo a renováveis no Brasil: o grupo Shell inicia negociações para implementar usinas solares no Brasil já em 2023

Paulo Nogueira
por
-
10-06-2020 07:05:16
em Energia Renovável
Shell Brasil Energia solar petróleo termoelétrica

A grande major do petróleo e gás global, a Royal Dutch Shell Plc, começará em breve negociações com potenciais clientes para vender a produção futura de suas primeiras usinas solares no Brasil, que poderão iniciar a produção em 2023.

Os projetos fazem parte de um grande portfólio que já está em desenvolvimento em vários estados do país, disse à Reuters a gerente de desenvolvimento de negócios de energia solar da Shell na América Latina, Maria Gabriela da Rocha.

“Nos últimos dois anos, focamos principalmente na construção de nosso portfólio. Agora começaremos a conversar com os clientes com produtos em mãos para oferecer ”

Maria Gabriela da Rocha.

Essa iniciativa faz parte da estratégia da Shell de ingressar no setor de energia renovável, pois as indústrias querem cada vez mais assinar contratos de energia limpa de longo prazo. Enquanto a estratégia do grupo no Brasil se concentra no desenvolvimento de projetos próprios, a multinacional não descarta aquisições no setor, diz o relatório.

Um desses projetos latentes que estão com as obras prestes a iniciarem é a construção da Termoelétrica Marlim Azul, na cidade de Macaé – RJ, também conhecida como a “cidade do petróleo”

Quando perguntado sobre o tamanho do portfólio brasileiro de energia renovável da empresa, Rocha disse que é um “tamanho da Shell”.

Em abril, a Shell apresentou à Aneel, reguladora do setor elétrico do Brasil, um plano para o desenvolvimento de 130 MW de projetos fotovoltaicos (PV).

Shell está com processos seletivo sem várias funções

O empresa Rizen, que pertence ao grupo Shell, está com vagas de emprego em diversas funções nas áreas operacionais, técnica e engenharia

  • Soldador
  • Mecânico Industrial
  • Eletricista
  • Engenheiro de Manutenção
  • Técnico em Manutenção
  • Engenheiro de Projetos

Acesse a matéria completa e confira as possibilidades.

[gs-fb-comments]
Tags:
Paulo Nogueira
Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.